Na reunião de Assembleia de Freguesia onde foi primeiramente aprovada esta pretensão, estiveram presentes cerca de cem pessoas. Foto: DR

Levada a reunião camarária, a proposta de desagregação da União das Freguesias de Serra e Junceira viu ser dada luz verde por todo o executivo da autarquia de Tomar, que se alinha com a pretensão das populações. A proposta segue agora para Assembleia Municipal, de onde partirá – caso seja aí igualmente aprovada – para a Assembleia da República.

“O nosso parecer é de dar parecer favorável já que é uma pretensão da população e portanto nada temos aqui a opor àquilo que é a pretensão da população””, disse Anabela Freitas (PS), presidente da Câmara Municipal de Tomar.

Palavras consonantes foram as da vereadora Lurdes Fernandes (PSD), que afirmou que “os vereadores do PSD também entendem que sendo a vontade da população, estaremos de facto alinhados com essa vontade da população”. A proposta foi assim aprovada por unanimidade.

Esta proposta de desagregação nasceu da vontade popular de um grupo de cidadãos da freguesia de Junceira, “pois verificam que no seu dia-a-dia existe um descontentamento generalizado com a situação dos últimos anos da evolução da freguesia” pelo que “clamam pela desanexação, agindo todos numa voz comum em que se clama para que a Junceira volte a ser Freguesia”, escreveu-se em comunicado enviado ao nosso jornal por altura da aprovação da proposta em Assembleia de Freguesia.

Na prática, este grupo de cidadãos pretende reverter a agregação à freguesia de Serra, feita na reforma administrativa de 2013, e que se proceda à desagregação dos lugares de Balancho, Cardelas, Carril, Casal do Arroz, Casal de São José, Celão, Fonte Dom João, Hortinha da Junceira, Junceira, Matacão, Maxial, Monte Novo, Moinho da Costa, Outeiro de Pai Mouro, Paixinha, Poço Redondo e Vales, de modo a que estes, no seu conjunto, voltem a ser a Freguesia de Junceira.

Tendo em conta os Censos de 2011 a freguesia de Junceira contava com 889 habitantes, enquanto Serra era habitada por 1191 cidadãos (total de 2080 entre as duas freguesias). Já segundo os Censos de 2021, a União de Freguesias de Serra e Junceira tem no seu território 1971 habitantes.

Esta vontade de desagregação de freguesias agora expressa em território tomarense ocorreu também recentemente em alguns locais do Médio Tejo, como Abrantes, na União de Freguesias de Alvega e Concavada, e em Alcanena, em específico na União de Freguesias de Malhou, Louriceira e Espinheiro:

Rafael Ascensão

Licenciado em Ciências da Comunicação e mestre em Jornalismo. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *