Foto arquivo: CM Alcanena

A Câmara Municipal de Alcanena aprovou por unanimidade e com “aclamação” a abertura de um novo procedimento de concurso para conclusão das obras das redes de saneamento de Águas residuais
do Covão do Coelho e Vale Alto, na freguesia de Minde, bem como de Carvalheiro, na freguesia de Louriceira. As empreitadas, que haviam sido entregues ao mesmo empreiteiro, a TOELTA, sofreram sucessivos incumprimentos dos prazos para conclusão, pelo que a autarquia já havia multado e revogado o contrato com a empresa.

A Câmara Municipal dá agora mais um passo para a resolução da obra, abrindo um novo procedimento de concurso para a sua conclusão, após já ter multado o empreiteiro e feito um levantamento exaustivo do que estava para fazer, num valor que ronda os 600 mil euros, segundo adiantou ao mediotejo.net Rui Anastácio, presidente da Câmara Municipal de Alcanena.

O processo de concurso vai decorrer ao longo de três meses pelo que o município espera que, “se tudo correr bem, e havendo concorrentes”, ficar com o problema resolvido em nove/dez meses, uma vez que se perspetiva que a obra se estenda durante seis meses, disse ainda o autarca.

“Foi um processo difícil que nós herdámos e rapidamente tivemos de tomar as rédeas e ser duros com quem tinha dado todas as provas de incapacidade para resolver o problema”, afirmou Rui Anastácio, que declarou haver “tolerância zero para quem não cumpre com a Câmara de Alcanena”.

Em dezembro de 2021 o vice-presidente da Câmara, Alexandre Pires, disse ao mediotejo.net que faltava, sobretudo, trabalhos de acabamento, nomeadamente asfaltamento de ruas, resolução de uma situação com um algar no Covão do Coelho, fornecimento de equipamentos às Estações Elevatórias, reposição de calçadas, acabamentos de ramais e caixas, entre outras obras de finalização. 

De recordar que pelos atrasos sucessivos na conclusão da obra de saneamento no Covão do Coelho e Vale Alto, o executivo de Rui Anastácio decidiu pôr, em definitivo, termo ao contrato, aplicando uma multa de mais de 400 mil euros à TOELTA, a que se juntaram mais 165 mil pela de Carvalheiro

Rafael Ascensão

Licenciado em Ciências da Comunicação e mestre em Jornalismo. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.