(Foto: CMVila de Rei)

Pelo quinto ano consecutivo, o concelho de Vila de Rei recebeu uma corrida de montanha de longa distância que se realizou este fim-de-semana e reuniu perto de 200 participantes.

Inserida na competição “Território – Circuito Centro”, prova de quatro etapas (Proença-a-Nova, Vila Velha de Ródão, Vila de Rei e Castelo Branco) a decorrer nos primeiros quatro meses de 2016, a iniciativa é organizada pela empresa Horizontes, Lda, com o apoio da Câmara Municipal de Vila de Rei, e levou os participantes a percorrerem os mais diversos trilhos do concelho, em provas masculinas e femininas de 23, 44 e 67 km.

A edição de 2016 da prova de Vila de Rei teve como vencedores Luís Graça e Rita Fernandes em 67 km, José Faria e Mariana Ballester em 44 km e Sérgio Lourenço e Liliana Caçoete na prova de 23 km.

Ao longo da prova, os atletas percorreram diversos trilhos do concelho, com vários tipos de piso, traçados tecnicamente exigentes e declives acentuados, com passagem por alguns importantes pontos turísticos do concelho, desfrutando de várias paisagens de rara beleza.

Das quatro etapas do “Território – Circuito Centro”, o percurso de Vila de Rei é o único que, tal como nos últimos três anos, atribuiu quatro pontos, no percurso de 67 km, para a participação na prova internacional de Mont Blanc, que reúne os melhores atletas de corrida de montanha a nível mundial.

Inserido na programação do evento, a ZêzereTrek organizou, durante a manhã, um Passeio Pedestre circular na Aldeia do Xisto de Água Formosa, que contou com a presença de 30 pessoas.

Paulo César Luís, vice-presidente do Município de Vila de Rei, esteve presente na entrega de prémios da prova, manifestando a sua “satisfação por voltar a receber, pelo quinto ano consecutivo, uma das mais importantes provas de corrida de montanha a nível nacional. O concelho de Vila de Rei apresenta um potencial enorme para a realização de iniciativas relacionadas com o desporto aventura, sendo que o sucesso desta competição, com perto de 200 atletas participantes, vem comprovar, uma vez mais, esse facto”.

Margarida Serôdio

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.