Foto: CM Tomar

“Cancro nos bombeiros – descontaminação pós-incêndio”, foi o mote para a conferência que decorreu no sábado, dia 26 de março, na Biblioteca Municipal de Tomar, numa iniciativa integrada no centenário do corpo de bombeiros do concelho.

Consistindo numa ação vocacionada para a proteção dos próprios operacionais, foi precisamente isso que Anabela Freitas, presidente da Câmara de Tomar e responsável pelo início aos trabalhos, focou: a importância de os bombeiros começaram por prevenir a sua própria saúde para estarem em condições de ajudar a defender a de todos.

Contando com a moderação de David Lobato, CODIS de Santarém, no encontro seguiram-se as intervenções de Pieter Maes (Founder Firefighter Mayday Program da Bélgica), Tommy Baegaard Kjaer (Associação Dinamarquesa de Bombeiros Contra o Cancro), Kristof De Baets (Firefighter Mayday Program) e Tiago Ribeiro (Firefighter Mayday Program de Portugal), que abordaram diversos aspetos práticos da limpeza, desinfeção, treino e minimização da exposição a substâncias tóxicas durante o combate a incêndios.

A conferência foi transmitida em direto pela autarquia tomarense, e encontra-se disponível AQUI. Já durante a tarde foi promovido um workshop de descontaminação/sobrevivência, sobre os tópicos limpeza pós-intervenção, entrada forçada, espaços confinados e remoção de emergência do Equipamento de Proteção Individual (EPI).

No sábado, dia 2 de abril, a Várzea Grande acolhe a Cerimónia Comemorativa do Centenário dos Bombeiros do Município de Tomar. Após uma formatura às 10 horas, a cerimónia oficial tem lugar a partir das 10h30, com alocuções, imposição de condecorações, visita aos equipamentos expostos e apresentação do trabalho em curso para o livro do Centenário. A partir das 15 horas, no mesmo local, são feitas demonstrações relativas à atividade dos bombeiros.

Notícia Relacionada

Tomar | Corpo de Bombeiros muda de designação e símbolos no mês do centenário

Rafael Ascensão

Licenciado em Ciências da Comunicação e mestre em Jornalismo. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.