A galeria do Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal, vai receber, a partir do próximo dia 4 de dezembro, a exposição de desenho “Mural das lamentações da Humanidade”.

Esta mostra, que contempla 10 obras da autoria de Ricardo Cardoso, surgiu, em maio de 2015, a partir de trabalhos realizados tendo como tema os horrores da humanidade do século XX e início do século XXI, e tem como intuito principal levantar a questão: que futuro queremos para a Humanidade? Segundo o autor, a temática da exposição pretende criar uma reflexão “no futuro e no perigo que carregam as utopias e as crenças fanáticas”.

Ricardo Cardoso nasceu em Seia em 1982, é licenciado em Artes/Desenho, pela Escola Superior Artística do Porto, e concluiu o curso de Conservação e Restauro de Madeiras no Cearte, em Coimbra. Recebeu uma Menção Honrosa no 7.º Concurso de Arte Jovem em São Romão, Seia, em 2002, e no Agiarte, em Oliveira do Hospital, em 2010.

O autor expõe com regularidade desde 1999. Das exposições coletivas destacam-se a realizada na Bienal da Marinha Grande, na Shair Project Galeria Emergentes Dst, em Braga, e mais recentemente no Palácio Landal, em Santarém.

A nível individual, o artista já passou pela Fábrica Braço de Prata, em Lisboa, pela Casa da Cultura de Meda e pelo Posto de Turismo de Seia.

A inauguração desta exposição terá lugar no dia 4 de dezembro, pelas 18h, e estará patente até 23 de janeiro de 2016.

Margarida Serôdio

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.