Projeto Dentes de Leão. Créditos: Nuno Direitinho

Estão abertas as inscrições para o Curso de Artes Participativas, Campo Aberto, até 31 de maio. Entre junho e novembro, o Dentes de Leão desenvolve este curso organizado em quatro momentos de encontro. Esta é uma experiência formativa destinada a agentes culturais, de qualquer área ou contexto profissional, incluindo técnicos municipais, artistas, mediadores, programadores, produtores, e partilhada, em continuidade e em diálogo, com os diferentes momentos do projeto Dentes de Leão.

Trata-se de um projeto no âmbito das artes participativas que investe na população jovem de Sardoal, Évora e Lisboa, e em jovens artistas dos distritos de Santarém e de Évora e da Islândia. Promove a articulação dos recursos culturais, patrimoniais e humanos destes territórios, através de processos criativos colaborativos, formativos e reflexivos, tendo em vista a sua valorização e sustentabilidade.

Um projeto concebido pela Materiais Diversos (Lisboa), a Pó de Vir a Ser (Évora) e a Culturgest (Lisboa), em colaboração com a Academy of the Senses (Reykjavik), o Município de Sardoal, o Município de Évora, a OsloMet (Oslo), o Instituto de História da Arte e o Instituto de Comunicação da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, a Universidade de Évora e a Assimagra.

O projeto Dentes de Leão configura um espaço colaborativo de criação entre jovens e artistas, através do desenvolvimento em paralelo de Encontros de Jovens semanais e de dez Residências Artísticas; um espaço formativo para artistas e outros agentes culturais através de três Laboratórios Artísticos e de um Curso de Artes Participativas; um espaço de programação através de apresentações em formato de Atelier Aberto (Évora) e de um Ciclo de Artes Participativas (Sardoal); e um espaço reflexivo, em colaboração com a academia, que contempla a criação de uma metodologia específica de monitorização e avaliação, um Fórum de Encerramento e uma publicação.

PROGRAMA

Módulo 1 _ Sardoal | 18 e 19 junho
O que pode a participação? Da instrumentalização à igualdade.
Teatro do Frio e Hugo Cruz

Módulo 2 _ Évora | 24 e 25 setembro
Tempo para a Escuta. Políticas da amizade.
Samuel Guimarães e Liliana Coutinho

Módulo 3 _ Sardoal | 29 outubro
Participação no Ciclo de Artes Participativas Dentes de Leão
Reflexão crítica com a equipa do projeto

Módulo 4 _ Lisboa | 26 e 27 novembro
A autoria é minha? Da dádiva à propriedade.
Filipa Oliveira e Cristina P. Cruzeiro

Ver noticia relacionada:

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.