Foto: DR

“Ao bom vinho bastam-lhe as suas próprias virtudes”
– Júlio Camba

O calendário – ou todos os calendários, mesmo os dos abstémios fundamentalistas –, assinalam o dia 11 de novembro como a data consagrada à prova do vinho novo.

Nos muitos livros que forram quase todas as paredes da casa que habito encontro inúmeras referências ao significado da efeméride nos países onde se cultivam vinhas, quantas vezes da ira, (o romance As Vinhas da Ira merece ser lido) porque as colheitas quebraram.

É aprofundado o desaire de ser-se vinhateiro, como rezam os rifoneiros, no entanto, se as colheitas forem abundantes e de grande qualidade, o regozijo é tão evidente quanto foi o dos convidados das bodas de Cannã ao beberem a água transformada em vinho por Jesus Cristo, como relata o livro sagrado, a Bíblia.

Ora, o dia 11 de novembro é consagrado a S. Martinho, a quem se atribuem milagres derivados do vinho e plasmados nos cancioneiros, na poesia de todas as épocas, nas artes plásticas, no artesanato singelo e decorativo, especialmente na cerâmica e vidros.

As autarquias do Alto Ribatejo concedem diminuta importância ao S. Martinho como se a Golegã tivesse um efeito castrador sobre os restantes concelhos ou só por si esgotasse a riqueza do tema.

Basta pensar na formosura impetuosa da Carmina Burana para verificarmos quão grande é a inépcia dos autarcas da cultura neste segmento de múltiplas variantes que vão da gastronomia ao turismo elitista e de massas. Dá Deus as nozes…! E, convém não esquecer: o Homem é o único animal que distingue a água inodora, insípida e incolor da água benta.

Armando Fernandes

Armando Fernandes é um gastrónomo dedicado, estudioso das raízes culturais do que chega à nossa mesa. Já publicou vários livros sobre o tema e o seu "À Mesa em Mação", editado em 2014, ganhou o Prémio Internacional de Literatura Gastronómica ("Prix de la Littérature Gastronomique"), atribuído em Paris.
Escreve no mediotejo.net aos domingos

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *