O calor começa a apertar e a rede de itinerância cultural “Caminhos” vai refrescar a região entre os dias 13 e 16 de julho com os Caminhos da Água. O projeto da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIM do Médio Tejo) vai entrar no seu segundo momento de programação que, desta vez, integra os concelhos de Abrantes, Alcanena, Constância, Ferreira do Zêzere, Mação, Sertã e Vila de Rei.

Os próximos Caminhos voltam a enquadrar a cultura na paisagem com espetáculos, projetos comunitários e outras atividades. O itinerário passa pelas habituais salas de espetáculos e praças públicas e já são prometidos momentos únicos em lugares como a Gruta de Avecasta (Ferreira do Zêzere), as praias fluviais de Carvoeiro e Ortiga (Mação) ou o centro geodésico de Portugal (Vila de Rei).

O mote “Médio Tejo – Uma região a caminho” inspira o movimento nos 13 concelhos da área de intervenção da CIM do Médio Tejo com base em diferentes elos de ligação. No passado mês de abril, os caminhantes percorreram os Caminhos do Ferro nos concelhos unidos pelas vias férreas, em julho exploram os Caminhos da Água nos concelhos que partilham os rios Zêzere e Tejo e em outubro voltarão a trilhar a região pelos Caminhos da Pedra nos concelhos atravessados pelas principais estradas.

Sónia Leitão

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.