Foto: Pousada de Ourém

Encerrada há mais de três anos, a Pousada de Ourém vai ser objeto de obras de reabilitação para permitir a sua reabertura. Com esse objetivo, a Enatur – Empresa Nacional de Turismo assinou um contrato com a empresa Extreme Works, Lda, de Vila Nova de Gaia, no valor aproximado de 62 mil euros.

O contrato entre as duas partes foi assinado a 17 de agosto, estando tudo a postos para o início das obras.

Localizada na vila medieval, a unidade hoteleira encontra-se encerrada há cerca de três anos devido à denúncia do contrato entre a InsignePlusHotel e o Grupo Pestana, que voltou a assumir a gestão do edifício.

Tratava-se de um acordo estabelecido em 2016 com base na Insignare, que gere a Escola Profissional de Ourém, a Escola de Hotelaria de Fátima e a InsignePlusHotel, para ter no espaço um elemento de apoio à formação profissional oferecida pela instituição.

Numa sessão da Assembleia Municipal em dezembro de 2019, o presidente da Câmara de Ourém explicou que o contrato previa uma mensalidade de 4 mil euros ao Grupo Pestana e a ideia acabou por não resultar.

“Obviamente que um edifício daqueles, que precisava de obras, de substituir equipamentos, estava a apresentar prejuízos ano após anos de forma avultada”, constatou Luís Albuquerque. O contrato foi denunciado e a Pousada fechou. Entretanto veio a pandemia que atrasou o processo e as necessárias obras de reabilitação.

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.