Trabalhos de consolidação das tampas de esgotos pluviais. Foto: mediotejo.net

As tampas de esgoto ao longo da EN 118 na vila da Chamusca, consideradas “um martírio” pelo próprio presidente da Câmara Municipal devido ao barulho que fazem à passagem das viaturas, já começaram a ser arranjadas.

Os trabalhos de estabilização e insonorização das tampas começaram na segunda quinzena de setembro. Para esta tarefa, mas apenas em relação às tampas dos esgotos pluviais, a câmara contratou uma empresa especializada, esclareceu Paulo Queimado (PS) em resposta a uma questão levantada pela vereadora Gisela Matias (CDU) na reunião de Câmara do dia 20.

Falta agora o arranjo das tampas dos esgotos domésticos, da responsabilidade da empresa intermunicipal Águas do Ribatejo. “Os trabalhos deveriam ter começado há semana e meia. Estamos a aguardar”, informou o autarca.

O problema tem sido levantado periodicamente nas reuniões de Câmara e parece estar finalmente em vias de ser solucionado. As folgas das tampas de esgoto e os problemas nos aros que as suportam, fazem com que haja ruído cada vez que passa uma viatura, para desespero de quem reside naquela artéria principal da vila.

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.