Foto: mediotejo.net

No próximo domingo, 27 de março, realizam-se eleições intercalares na União de Freguesias de Alvega e Concavada, no concelho de Abrantes, e o mediotejo.net foi conhecer as propostas das três listas concorrentes. Candidata-se o Movimento Independente da União das Freguesias de Alvega e Concavada (MIUFAC), grupo de cidadãos eleitores encabeçado por António Moutinho, seguido de Eduardo Jorge, Clara Diogo Vicente e Joaquim Catarrinho, com o lema “Juntos ao Serviço da População”. O movimento resulta de fusão entre as listas do BE e PSD que concorreram às eleições autárquicas. Entre as diversas propostas consta a reposição das freguesias de Alvega e Concavada, como era até 2013, se essa for a vontade da população. O MIUFAC pretende ainda estabelecer “igualdade de circunstâncias” entre as duas localidades, sendo que pretende abrir a junta de freguesia de Concavada com uma funcionária afeta a tempo inteiro e disponibilizando os mesmos serviços que se centralizaram na sede de Alvega. 

Durante a apresentação pública, que decorreu no Largo do Chão da Eira, em Concavada, no sábado, dia 19 de março, e que depois seguiu para a Praça da República, em Alvega, os responsáveis pelo Movimento Independente explicaram que este grupo de cidadãos eleitores se uniu sem ligações partidárias – apesar de ter com cabeça de lista António Moutinho, ex-cabeça de lista pelo PSD, e Eduardo Jorge, ex-cabeça de lista pelo BE nas eleições autárquicas de 2021.

O objetivo passa por “tentar mudar alguma coisa, porque é possível mudar para melhor”, sendo que, vincaram, não se trata de coligação partidária.

“Houve entendimento deste grupo que se uniu para o fazermos separadamente dos partidos. Não se trata de uma coligação política. Trata-se, sim, de uma coligação de entendimento das pessoas, do grupo de cidadãos”, começou por mencionar.

“Não queremos que as pessoas pensem que foi uma coligação partidária, porque não o é. Optámos por fazer esta união de pessoas, porque é pelas pessoas, pela população, que aqui estamos”, afiança António Moutinho.

Foto: mediotejo.net

O mesmo diz Eduardo Jorge, número 2 da lista do Movimento Independente. “Não se trata de partidos, mas sim de pessoas”, disse Eduardo Jorge, referindo que o programa do MIUFAC contém ideias dos programas anteriores, apresentados às eleições autárquicas de 2021 pelo BE e pelo PSD, mas também contém novas ideias do grupo de cidadãos.

ÁUDIO | António Moutinho e Eduardo Jorge, fundadores do MIUFAC

António Moutinho acrescentou ainda que o movimento não vai “atrás de boatos”, mas sim “dos projetos e ideias em que acredita”, tendo no horizonte “a mudança” e “fazer diferente”.

“Não estamos aqui para criar tachos, nem estamos interessados em tachos. Tachos temos lá muitos em casa e todos temos. Andamos aqui de boas intenções, a população deu-nos essa confiança. Não deram a maioria ao PS, por alguma razão foi. Significa que as pessoas demonstraram descontentamento, daí o empate em que se pretendia eleger para a Assembleia três membros de cada partido. Os votos são úteis tanto de um lado, como são de outro. E se essa foi a vontade da população, nós quisemos devolver à população a oportunidade de reconhecer essa maioria nos outros candidatos e dar oportunidade para escolher novamente”, concluiu.

Frisou ainda o cabeça de lista do MIUFAC que é prioridade do movimento dar as mesmas condições e igualdade de circunstâncias à freguesia de Concavada, que crê ter “o mesmo direito que as outras localidades em relação a Alvega”.

“Tem o mesmo direito de ter uma sede física aberta como tem Alvega, tem o mesmo direito de ter pessoas a dar resposta aos serviços essenciais da comunidade de Concavada à semelhança do que acontece em Alvega”, enfatizou, à semelhança do que foi defendido por Eduardo Jorge, residente em Ribeira do Fernando, e que diz sentir na pele essa discriminação da sede da junta de freguesia, levando a que muitos dos assuntos tenham de ser resolvidos somente em Alvega.

Foto: mediotejo.net

Entre as propostas o MIUFAC tem intenção de assumir compromisso eleitoral com a população para trabalhar na desagregação das freguesias de Alvega e Concavada, se a população manifestar essa vontade.

Outra proposta passa por criar uma Gabinete de apoio e intervenção social anexado à junta de freguesia, que auxilie a população no preenchimento e tratamento de processos complexos ou que careçam de conhecimentos a nível tecnológico e digital.

Entre as obras de requalificação, pretende trabalhar para a requalificação da Praça da República, em Alvega, e na substituição do barco tradicional do jardim de Concavada e propor projeto, em parceria com a IP e o Município de Abrantes, para requalificação da chamada “Rotunda do Pinheiro”, nos acessos para a UF Alvega e Concavada, colocando elementos que identifiquem e promovam a União de Freguesias.

Das propostas surge ainda a pretensão de dinamizar o setor cultural, baseando-se na promoção de António Botto, poeta que nasceu em Concavada, bem como a disponibilização de wi-fi nos espaços públicos.

Outra intenção passa por colocar um terminal multibanco na localidade de Casa Branca, como forma de servir e impulsionar o comércio local existente.

O MIUFAC apresenta-se às eleições com o seguinte Plano de intenções:

  • Repor as Freguesias de Alvega e da Concavada, de acordo com a nova lei que define o regime jurídico de criação, modificação e extinção de Freguesias, devolvendo a autonomia administrativa retirada com a agregação em 2013, se essa for a vontade política da população. Enquanto essa pretensão não se tornar uma realidade devolver os serviços retirados com a agregação das Freguesias, ao espaço da ex-Junta de Freguesia da Concavada, mantendo uma funcionária em atendimento permanente da população em igualdade de circunstâncias com Alvega;
  • Dinamizar um projeto que permita a construção de um lar para apoio à população idosa, e colaborar na implementação de centros de convívio;
  • Estudar novas requalificações e usos dos espaços públicos, entre eles a Praça da República em Alvega, a recuperação do barco no jardim da Concavada, entre outros.
  • Assegurar a limpeza de ruas, jardins/praças em todas as localidades, assim como das linhas de água e das matas e terrenos, especialmente junto dos núcleos urbanos;
  • Propor um projeto em parceria com a Infraestruturas de Portugal e o Município de Abrantes para a “Rotunda do Pinheiro” – rotunda que dá acessos às localidades de Alvega, Ribeira do Fernando e Concavada – que identifique e promova a nossa União das Freguesias;
  • Desenvolver projetos parcerias para promover o turismo e comércio local. Retomar e valorizar mais e melhor a nossa rica gastronomia com o apoio das nossas associações;
  • Propor, em conjunto com o Município de Abrantes, a criação de creche para crianças do zero aos três anos de idade, a instalar nas novas instalações da escola do ensino básico de Alvega, de modo a incentivar a natalidade e apoiar as famílias da nossa União das Freguesias;
  • Facultar aos séniores e pessoas com mobilidade reduzida, e fracos recursos, transporte gratuito para deslocações ao hospital e centro de saúde;
  • Valorizar e promover mais e melhor os passeios para séniores, crianças do infantário, e ensino básico das escolas da nossa União das Freguesias;
  • Solicitar à Câmara Municipal a conclusão do saneamento básico em falta em todas as localidades da nossa União das Freguesias;
  • Tudo fazer para adquirir um trator com equipamento que permita a limpeza de bermas para melhorar a limpeza dos caminhos rurais da União das Freguesias;
  • Tentar a colocação de uma caixa multibanco na localidade da Casa Branca;
  • Apoiar de forma equitativa todas as associações da Freguesia;
  • Criar uma secção de cultura, propondo o nome de “António Botto”, para dar a conhecer os usos e costumes das Freguesias;
  • Criar um gabinete de apoio e intervenção social;
  • Disponibilizar wi-fi nos espaços públicos da nossa União das Freguesias.

Recorde-se que a União de Freguesias de Alvega e Concavada irá a eleições intercalares no dia 27 de março, estando a ser gerida desde o dia 8 de março por uma Comissão Administrativa.

A campanha eleitoral irá decorrer entre os dias 18 e 25 de março.

O PS leva a votos a mesma equipa, liderada por José Felício, seguindo-se os nomes de Carlos Francisco, Vera Catarino e Augusto Pires.

A CDU apresenta Augusto Mourato como cabeça de lista, seguindo-se João Farinha, Marta Delgado e Fernando Matos.

O Movimento Independente da União de Freguesias de Alvega e Concavada (MIUFAC) apresenta uma equipa que resulta da fusão das listas do PSD e do BE apresentadas em 2021, tendo como candidato António Moutinho (ex-cabeça de lista do PSD), seguindo-se Eduardo Jorge (ex-cabeça de lista do BE, como independente), Clara Vicente e Joaquim Catarrinho.

NOTÍCIA RELACIONADA:

Autárquicas | Movimento Independente por Alvega e Concavada apresenta-se à comunidade

Autárquicas | Alvega e Concavada com Comissão Administrativa até eleições a 27 de março

Joana Rita Santos

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.