Foto ilustrativa: DR

A Câmara Municipal de Alcanena e o CRIT (Centro de Reabilitação e Integração Torrejano) suspenderam o protocolo para a criação de um lar residencial para pessoas com deficiência no
concelho de Alcanena, tendo em conta que o projeto vai ser reequacionado para outro local, onde tenha mais condições e onde seja possível dotá-lo de mais valências, explicou Rui Anastácio (Cidadãos por Alcanena), presidente da Câmara Municipal, ao nosso jornal.

Embora em 2020 o município de Alcanena tenha assinado uma escritura de cedência do direito de superfície a favor do CRIT de um edifício propriedade da Câmara Municipal para o novo Lar Residencial do concelho, foi também depois aprovado em 2021 pela Assembleia Municipal uma recomendação para mudar o local da futura estrutura. Agora surgiu mais uma confirmação para este desígnio, a qual está concertada com o CRIT, afirmou Rui Anastácio.

ÁUDIO | Rui Anastácio, presidente da Câmara Municipal de Alcanena.

Segundo o autarca, o projeto estava “extremamente condicionado” no local para onde estava previsto, até do ponto de vista de crescimento, tendo em conta que a instituição pretende crescer até dar resposta a 30 utentes, sendo que naquela localização “iriam ficar completamente enclausurados”. Além do mais, podem estar em causa outras valências complementares ao lar, sendo que o município tem andado em conversações com a instituição social torrejana.

A suspensão decorreu assim por uma questão de libertar a verba que se encontrava em orçamento e que não vai ser aplicada nem este ano nem no próximo, explicou Rui Anastácio, que confirmou que está consensualizado com o CRIT que aquele local não era o “certo” e que adiantou que havia uma candidatura aprovada para o projeto mas com valores “totalmente irrealistas” para os dias de hoje, tendo em conta que era um orçamento de 2019, pelo que o projeto vai ter de ser todo reequacionado.

Rafael Ascensão

Licenciado em Ciências da Comunicação e mestre em Jornalismo. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *