Abrantes identificou já 77 beneficiários elegíveis no âmbito da Estratégia Local de Habitação. Foto: CMA

A vereadora, responsável pela Ação Social e pela implementação da Estratégia Local de Habitação no concelho de Abrantes, deu conta de terem sido feitas reuniões individuais com todos os presidentes de junta do concelho sobre a fundamentação da Estratégia Local de Habitação (ELH) e sobre os beneficiários diretos.

“Pretende-se melhorar as condições de habitabilidade de 100 famílias, e explicámos também os critérios de elegibilidade. Realizámos também sessões públicas de esclarecimento nas sedes de junta de freguesia ao longo de todo o concelho, onde informámos sobre o programa 1º Direito, programa de apoio ao acesso à habitação que é gerido pelo IHRU e financiado pelo PRR e Fundos europeus”, frisou.

Segundo os dados explanados no documento e dados a conhecer em reunião de executivo, foram identificados até julho 73 beneficiários diretos elegíveis para a ELH, sendo que a equipa presta apoio técnico aos mesmos, “avaliando as condições de habitabilidade, salubridade e segurança para as obras de reabilitação”. Por outro lado, foram até agora efetuados 43 atendimentos a munícipes que se deslocam à Câmara Municipal, ao gabinete da ELH.

Quanto aos imóveis municipais – que “vão além da cidade” – foram feitas visitas a habitações municipais para reabilitação, que se inserem na medida 1, com 16 fogos identificados para renda apoiada/habitação social.

Também foram visitados imóveis à venda por imobiliárias, para aquisição e reabilitação, na medida 4, que prevê aquisição de 12 fogos para renda apoiada.

A equipa da ELH realizou ainda projetos de arquitetura e de especialidade com colaboração de toda a Câmara Municipal de Abrantes, nomeadamente a Divisão de Urbanismo e de Obras Públicas.

Neste semestre o objetivo passa por privilegiar o trabalho sobre os imóveis municipais para renda acessível, com intuito de “atrair casais jovens e outra população à zona histórica de Abrantes”.

Segundo a autarquia, seguem um conjunto de iniciativas a desenvolver no próximo semestre, incluindo atendimentos aos munícipes; visitas às habitações; relatórios das visitas; presença nas sessões do IHRU (via Zoom); contactos com o ponto focal (técnico responsável) do Município de Abrantes nesta matéria; elaboração de projetos de arquitetura com peças escritas e desenhadas; projetos de especialidades; candidaturas das habitações municipais; candidaturas dos beneficiários diretos.

A Estratégia Local de Habitação de Abrantes, aprovada pelo executivo camarário em junho de 2021, é o documento que enumera as necessidades e as potenciais soluções em matéria de acesso generalizado à habitação, e prevê um investimento de 10,9 milhões de euros para um período de cinco anos a aplicar na reabilitação do parque municipal de habitação, bem como na aquisição e reabilitação de fogos municipais para habitação com renda apoiada e apoio técnico e institucional à reabilitação e adaptação de habitações de famílias vulneráveis.

NOTÍCIA RELACIONADA

Joana Rita Santos

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.