A 14ª edição da Feira Nacional de Doçaria Tradicional já abriu portas e até domingo vai mostrar aos visitantes o que de mais doce se faz no nosso país. Para visitar, no Mercado Criativo, em Abrantes.

Os aromas dos doces invadem por completo o recinto da Feira Nacional de Doçaria Tradicional em Abrantes que abriu ao público no final do dia desta sexta-feira, dia 23 de outubro, e conta com a presença de 30 doceiros.

Neste primeiro dia de feira, os visitantes puderam assistir a uma demonstração de como se faz a tradicional palha de Abrantes, pelo Chefe Fernando Correia.

Até domingo, não vão faltar as tradicionais broas fervidas, as tigeladas e a palha de Abrantes, juntamente com os melhores doces conventuais, as geleias, compotas, mel e licores.

E porque a inovação é algo que está sempre presente, no stand da INOV´LINEA – Centro de Transferência Alimentar, os visitantes poderão provar tigeladas de Abrantes diferentes. Segundo explicou Joana Grácio, responsável técnica do INOV´LINEA, ao mediotejo.net, “são tigeladas de Abrantes com novos sabores, uma tem claramente ervas, não vou desvendar o sabor, mas digo que pode ser gengibre, erva limão, manjericão ou hortelã. E a outra tigelada mais escura, pode ser de café, chocolate ou caramelo”.

Na inauguração do certame, que contou com a presença de Pedro Machado, diretor do Turismo do Centro, Maria do Céu Albuquerque, presidente da Câmara Municipal de Abrantes, salientou a presença de 30 expositores na edição deste ano, sendo “a maior representatividade do que de melhor se faz no país”.

Pedro Saraiva, coordenador da Associação Tagus, deixa o convite aos visitantes “para que venham saborear os novos aromas”, durante esta Feira de Doçaria.

O desafio está feito, não deixe de passar pela Feira Nacional de Doçaria Tradicional, em Abrantes.

Margarida Serôdio

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.