Foto: CMPóvoa de Varzim

Chama-se “NARRATIVYLÍRICA” e é o novo romance do escritor José-Alberto Marques que é apresentado esta sexta-feira, dia 26, no Correntes d´Escritas, o maior festival literário português.

José-Alberto Marques, 76 anos, é natural de Torres Novas mas abrantino de adoção, onde se encontra desde a década de 1960.

Recebeu o 1º Prémio Nacional de Literatura Infanto-Juvenil nas comemorações dos 20 anos do 25 de Abril, com o livro A Magia dos Sinais (1996) e em 1996 recebeu a medalha da cidade de Abrantes.

É um dos mais significativos autores no campo da poesia experimental em Portugal e, segundo Alves Jana, “é mesmo o autor do primeiro poema visual que se conhece editado em Portugal”.

A obra de José-Alberto Marques é vasta, sobretudo no campo da poesia e do romance, mas também da performance. O seu o primeiro livro foi “A Face do Tempo” (1964) e “NARRATIVYLÍRICA” é o seu mais recente trabalho literário que vai estar no festival Correntes d´Escritas.

O Festival Correntes d’ Escritas, que já vai na 17ª edição, está a decorrer na Póvoa de Varzim até este sábado, dia 27, e conta com a presença de 70 escritores, em várias mesas redondas e algumas apresentações de livros.

Margarida Serôdio

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.