A dança é uma das valências do CIR da Moita do Norte, através do grupo CIR Dance. Imagem: CMVNB

Como forma de reconhecimento pelo trabalho e desenvolvimento cultural que produz em território barquinhense, o Município de Vila Nova da Barquinha aprovou um voto de louvor ao Clube de Instrução e Recreio da Moita do Norte (Ex-Tuna), que assinala este ano o centésimo aniversário.

No ano em que assinala o centésimo aniversário, o Clube de Instrução e Recreio (CIR) da Moita do Norte (Ex-Tuna) recebe um voto de louvor por parte do Município. Aprovada por unanimidade pelo executivo camarário, a proposta apresentada pelo presidente da autarquia destaca o papel do CIR (Ex-Tuna) na “divulgação da cultura, do teatro, da dança e do jazz”.

“Fiel continuador da tuna mocidade moitense (…) a nossa profunda gratidão, admiração e homenagem às sucessivas direções e sócios  que contribuíram para o desenvolvimento cultural das nossas gentes”, leu o autarca Fernando Freire, relembrando que já em 2018 o clube recebeu a medalha municipal grau prata.

“No ano em que se comemora o seu 100.º aniversário, queremos louvar, reconhecer e agradecer publicamente a todos os dirigentes e sócios que, com grande dedicação, alto empenho humano e denodo altruísta, vivificam a história deste clube centenário”, lê-se ainda na proposta.

ÁUDIO | Presidente do Município da Barquinha apresenta voto de louvor:

Ainda a propósito dos 100 anos de vida, este fim de semana o CIR da Moita do Norte vai assinalar a data com uma cerimónia de entrega de medalhas aos sócios que completam 50 anos de associados e aos quatro mais antigos do clube, no dia 13 de novembro pelas 16h30. Segue-se pelas 17h30 um concerto com o grupo “Al Fado”, havendo ainda espaço para cantar os parabéns, pelas 18h30, com bolo de aniversário. A iniciativa é de entrada livre.

Cartaz: CIR (Ex-Tuna) Moita do Norte

Ana Rita Cristóvão

Abrantina com uma costela maçaense, rumou a Lisboa para se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *