O regulamento para a criação do Conselho Municipal de Juventude foi aprovado por unanimidade do executivo camarário a 10 de novembro. Imagem: mediotejo.net

A Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha aprovou por unanimidade uma proposta de regulamento que cria o Conselho Municipal de Juventude. Com esta entidade vai ser possível avançar, nomeadamente, com um orçamento participativo jovem.

A aprovação do Regulamento do Conselho Municipal de Juventude de Vila Nova da Barquinha é um primeiro passo para a concretização de um dos desígnios do atual executivo: “a criação de um orçamento participativo jovem para que conseguíssemos, de alguma forma, envolver os jovens, os anseios da juventude, nas decisões do executivo”, disse o vereador com o pelouro da Juventude e Tempos Livros, Manuel Mourato.

O documento que formaliza a criação desta entidade foi aprovado por unanimidade na sessão camarária de 10 de novembro, indo agora para consulta pública e, posteriormente, para deliberação final por parte da Assembleia Municipal.

De acordo com o regulamento, a que o mediotejo.net teve acesso, o Conselho Municipal de Juventude terá como objetivo “proporcionar aos jovens munícipes um espaço aberto ao debate e partilha de opiniões, incentivando o seu direito à participação e à cidadania”.

Considerando que “os jovens representam um forte capital de esperança, devendo o município desenvolver a sua ação no sentido de aproveitar as suas capacidades criativas e geradoras de processos de mudança de mentalidades e de modernização da sociedade” e que “é importante conhecer os anseios, aspirações, prioridades e preferências dos jovens para a definição de objetivos estratégicos que facilitem a sua integração na vida em sociedade”, a criação do Conselho Municipal de Juventude terá como fins a colaboração na definição e execução das políticas municipais de juventude, assegurando a audição e representação das entidades públicas e privadas que prosseguem atribuições relativas à juventude.

Também a colaboração com os órgãos do município no exercício das competências destes relacionadas com a juventude, bem como o incentivo e apoio à atividade associativa juvenil e a promoção da colaboração entre as associações juvenis no seu âmbito de atuação são outros dos propósitos desta entidade.

O respetivo Conselho Municipal será composto, além do presidente da Câmara Municipal e do vereador com o pelouro da Juventude e Tempos Livres, de um membro da Assembleia Municipal de cada partido, do representante do município no Conselho Regional de Juventude, de um representante de cada Associação Juvenil com sede no município inscrita no Registo Nacional de Associações Jovens (RNAJ), um representante de cada Associação de Estudantes do ensino básico e secundário com sede no município, um representante de cada organização de juventude partidária com representação nos órgãos do município ou na Assembleia da República bem como um representante de cada associação jovem e equiparadas a associações juvenis.

Ana Rita Cristóvão

Abrantina com uma costela maçaense, rumou a Lisboa para se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.