Francisco Rodrigues tinha 17 anos e faleceu a 21 de junho. Foto: DR

O jovem de 17 anos que caiu na segunda-feira, dia 22 de junho, numa cascata em Atalaia, no concelho de Vila Nova da Barquinha, acabou por morrer a caminho do hospital. Francisco Rodrigues residia em Atalaia e era aluno da Escola Profissional Gustave Eiffel, no Entroncamento, estabelecimento de ensino que já emitiu uma nota de pesar.

“A comunidade escolar está de luto, sem palavras… As nossas estimadas e sinceras condolências aos familiares e amigos do aluno. Até sempre.”, lê-se numa publicação no Facebook.

O jovem estava ao fim da tarde do dia 22 com um grupo de amigos num açude da Ribeira da Atalaia quando caiu, bateu com a cabeça e não conseguiu sair da água.

Uma amiga que estava no grupo ligou a pedir socorro através do 112. Foi um mergulhador dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha que retirou o corpo do fundo da ribeira.

Entretanto, chegaram ao local mais bombeiros de várias corporações e as equipas da SIV e da VMER que prosseguiram as manobras de reanimação durante mais de uma hora.

Francisco foi transportado ainda com alguns sinais vitais para o hospital de Torres Novas, mas acabou por falecer durante a viagem.

Colegas, amigos e toda a comunidade do Entroncamento e de Vila Nova da Barquinha estão devastados com a morte prematura deste jovem, como o provam as inúmeras mensagens partilhadas nas redes sociais.

Ainda não estão marcadas as cerimónias fúnebres uma vez que ainda falta fazer a autópsia.

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.