Reunião de Câmara Municipal de Vila de Rei. Créditos: mediotejo.net

O Orçamento e as Grandes Opções do Plano para o ano 2022, em Vila de Rei, foram aprovadas pelo executivo municipal de maioria social democrata contando com abstenção do vereador Luís Santos (PS). O Orçamento previsto para 2022 situa-se nos 8 milhões e 311 mil euros, menos cerca de 400 mil euros do que o valor aprovado para o ano em curso. O presidente Ricardo Aires refere que se trata de um orçamento “realista” com especial enfoque nas funções sociais e também económicas. Entre as principais obras para 2022 inclui-se a ampliação da Zona industrial do Souto, a creche municipal – que ainda depende de abertura de candidatura – e a criação de três AIGP.

O Orçamento municipal de Vila de Rei para 2022 diminui em relação ao ano anterior, um orçamento “realista” segundo o presidente da Câmara, situando-se nos 8.311.000,00 euros. Ricardo Aires justifica essa redução com a pandemia de covid-19. Ou seja, para o ano de 2022, devido à pandemia que reduziu a atividade económica e, desta forma, a cobrança dos impostos estatais nos anos de 2020 e 2021, teve impacto nas transferências do Estado para os municípios na proposta do Orçamento do Estado para 2022 que foi chumbado na Assembleia da República. Assim, o Município de Vila de Rei reduziu o valor estimado das referidas transferências com a consequente redução nos investimentos previstos.

Do Fundo de Equilíbrio Financeiro chega 3.904.452,00 euros, menos 400 mil euros do que no ano anterior, situação que o presidente da Câmara Municipal, Ricardo Aires, espera ver alterada, uma vez que atualmente não há Orçamento do Estado, mantendo a esperança que o próximo governo reveja esta diminuição “especialmente em municípios do interior”.

ÁUDIO | RICARDO AIRES, PRESIDENTE DA CÂMARA DE VILA DE REI:

No entanto, fala numa política de “continuidade” indicando que a maior fatia vai em primeiro lugar para “as funções sociais e depois as funções económicas”. Estas últimas representam 37,13% do Orçamento e as funções sociais 42,61%.

Assim, nota que o investimento aposta nas funções sociais designadamente na educação, saúde, ação social, habitação, serviços coletivos, cultura e desporto, seguido das funções económicas nomeadamente nos transportes, vias de comunicação, turismo, indústria e energia.

Espera que no decorrer do próximo ano, o executivo possa “fazer algo mais” tendo em conta os “avisos, de fundos comunitários, que possam existir”, disse em declarações aos jornalistas após a reunião de Câmara, que decorre esta sexta-feira 3 de dezembro, na qual os documentos previsionais foram aprovados pela maioria do PSD, contando com uma abstenção do vereador do PS.

Ricardo Aires lembrou, no entanto, que o Orçamento Municipal de 2021 cifrou-se nos 8 milhões e 700 mil euros e “em principio vamos acabar o ano com 10 milhões e 500 mil euros. Falamos de dois milhões a mais porque o nosso executivo fez projetos, candidatou-se e ganhámos esses projetos”.

ÁUDIO | RICARDO AIRES, PRESIDENTE DA CÂMARA DE VILA DE REI:

 

Considera que ser “vital” que o município mantenha o seu foco em áreas específicas de apoio aos vilarregenses, às empresas e às instituições locais, concretizado na prática por políticas de proximidade e de apoio aos mais necessitados e às respetivas famílias como, por exemplo, o projeto Esperança Porta a Porta.

Desta forma, no que toca a Saúde e Ação Social enumera: Apoiar uma infraestrutura de saúde mental, incluindo projeto; Apoio ao Projeto de Unidade de Cuidados Continuados Integrado; Projeto Banco Local Inclusivo, Esperança Porta a Porta e outros que visem a inclusão social e o combate à solidão; e Apoios no âmbito da pandemia do covid-19;

Segundo o presidente é também “fundamental” que o Município mantenha o seu esforço no trabalho de internacionalização procurando atrair a instalação de empresas com o objetivo de criar novos postos de trabalho e a consequente fixação de famílias.

Ricardo Aires, presidente da Câmara de Vila de Rei. Foto: mediotejo.net

No âmbito da atração de investimento e promoção do turismo continuam a ser componentes “vitais do desenvolvimento socioeconómico pretendido”, razão pela qual a autarquia promove apoios à instalação de empresas, a investimentos ligados à área turística e social, promoção dos produtos endógenos, à participação em feiras nacionais e internacionais e à realização de diversos eventos com vista à concretização deste objetivo, esperando-se que estes últimos já se possam realizar no ano de 2022, com o almejado fim da pandemia.

Quanto a investimentos na área da Indústria e Energia enumera as infraestruturas urbanísticas da Zona Industrial do Souto 3ª Fase e construção do Centro de Instalação de Empresas de Serviços; a ampliação da Zona Industrial do Souto; e ainda eficiência energética na iluminação pública no concelho; eficiência energética no edifício dos Paços do Concelho; eficiência energética na Piscina Municipal Coberta e Escola Básica e Secundária; beneficiação dos arranjos exteriores do edifício dos Paços do Concelho; projeto informático Médio Tejo Online; projeto wifi4EU (wifi em vários locais); e a concessão de estímulos ao investimento.

Para investimentos está previsto um valor a rondar os dois milhões de euros, mais concretamente 1.809.600,00 euros. Os projetos âncora que definem a estratégia do Município de Vila de Rei a médio e longo prazo são então a ampliação da Zona Industrial do Souto e a construção de uma Biorefinaria. Assim, nas grandes obras previstas Ricardo Aires inclui a terceira fase da ampliação da Zona Industrial do Souto com o Centro de Instalação de Empresas, a creche municipal e as futuras Áreas Integradas de Gestão de Paisagem que irão arrancar em 2022.

Isto é, será constituída uma Entidade de Gestão Florestal que procederá à elaboração de um Plano de Gestão Florestal a 40 anos, definindo as intervenções a desenvolver nas áreas florestais e agrícolas, o respetivo modelo de viabilidade económico-financeiro e a criação de três Áreas Integradas de Gestão da Paisagem.

Este plano prevê “a transformação da paisagem, visando a produção sustentada e rentável dos bens ou serviços originados em espaços florestais e agrícolas, determinada por condições de natureza económica, social e ecológica, incluindo a plantação de diferentes espécies de árvores resistentes aos incêndios florestais, formando barreiras de proteção, entre outras medidas”.

Está ainda previsto a construção de instalações desportivas e recreativas como um Centro de BTT, um campo de padel e outras intervenções como a reparação da cobertura da Biblioteca Municipal devido à depressão Elsa, a construção do Núcleo Museológico das Conheiras de Vila de Rei, a requalificação do Museu da Geodesia, a beneficiação do estacionamento na Água Formosa, construção de infraestruturas de apoio na Zaboeira, um Parque Aventura, construção de reservatórios de água para reforço do abastecimento de água ao concelho ou a construção de um heliporto.

Por outro lado, a fatia do bolo, das despesas com pessoal, é de 2.938.800, 00 euros e a aquisição de bens e serviços a situar-se nos 2.518.800,00 euros contabilizando em despesas correntes 6.177.400,00 euros.

Caso a pandemia se prolongue ao longo do ano de 2022, o Município de Vila de Rei assegura neste Orçamento que “tomará novamente medidas para ajudar a reduzir o seu impacto, que tal como nos anos de 2020 e 2021 que já vai em mais de 422.000,00 euros, procurarão apoiar os vilarregenses, as empresas e as instituições beneficiando, sempre que possível, o comércio local”.

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *