Praia fluvial de Fernandaires, em Vila de Rei. Foto: mediotejo.net

A praia de Bostelim, em Vila de Rei, repete pelo sétimo ano o galardão Bandeira Azul que conquistou pela primeira vez em 2016, e a praia fluvial de Fernandaires conquista este galardão pela primeira vez. As obras de melhoramentos prosseguem em Fernandaires até à abertura da época balnear a 15 de junho, data em que estará tudo a postos, garante o autarca.

O presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei confirma que “está estudado um plano” para a requalificação do espaço, tendo dado conta de um areal mais em baixo devido ao nível da água, com mais areia, passadiços em cima da areia, e algumas regras impostas pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) que o autarca considera serem uma mais valia para a segurança dos banhistas.

O incrivelmente baixo nível de água da Albufeira de Castelo do Bode verificado em fevereiro levou o edil a afirmar que tais níveis iriam “hipotecar o verão e o turismo em Vila de Rei”, e com isso a economia local iria de arrasto. O social democrata apontou o dedo à má gestão e à atuação tardia do Governo quanto à produção de energia, perante as previsões que em 2021 já indiciariam um inverno rigoroso e com seca prolongada.

Agora assegura que “a qualidade da água é boa, a quantidade é que não. Há cinco meses pensei que a água não ia estar” aos níveis que apresenta neste momento, ainda assim aquém de anos anteriores.

Contudo, “duas praias com Bandeira Azul é muito bom para o concelho. Os investimentos estão a ser vistos noutros lados e estamos satisfeitos”, disse Ricardo Aires aos jornalistas à margem da reunião de Câmara realizada na sexta-feira, dia 6 de maio.

Ou seja, o galardão Bandeira Azul “é o resultados de investimento realizados ao longo dos anos” e também do Plano Estratégico para o Turismo, de Vila de Rei.

A autarquia conta “com todos – público e parceiros privados. Queremos continuar nesta senda positiva para o concelho criar condições para o visitante e vilarregenses. Para que tenhamos muito melhor qualidade de turismo no nosso concelho”, explica.

Uma das ambições espelhada nesse Plano Estratégico para o Turismo “é o turismo inclusivo, turismo para todos” que segundo Ricardo Aires levará anos a implementar mas será iniciado ainda no atual mandato. O objetivo passa por Vila de Rei ser uma referência nacional e “quem sabe internacional”, concluiu.

Presidente da Câmara de Vila de Rei, Ricardo Aires
A Praia Fluvial de Fernandaires, em Vila de Rei, é Bandeira Azul. Foto: CMVR

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Entre na conversa

1 Comentário

  1. Linda esta maravilhosa aldeia de Fernandaires e nos anos 50 quando encheu a barragem ficou expetacular e pena que não seja feito umas infraestruturas para proporcionar um bem estar aos moradores e aos turistas mas enfim vamos esperar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.