Reunião da Câmara da Chamusca. Foto: mediotejo.net

Um casal de idosos residentes nas Areolas, Pinheiro Grande, no concelho da Chamusca, foi burlado por duas mulheres, uma das quais grávida, que se fizeram passar por profissionais de saúde. A denúncia, que pretendeu ser também um alerta, foi feita pela vereadora Gisela Matias (CDU) na reunião de Câmara realizada esta terça-feira, dia 7 de junho.

Segundo a autarca, o caso terá acontecido há cerca de três semanas. As duas mulheres, que envergavam uma bata branca, com um cartão ao peito, abordaram os idosos sobre o tema da pandemia questionando sobre as doses das vacinas e os medicamentos que estavam a tomar, ao mesmo tempo que iam pulverizando a casa com um produto alegadamente para desinfetar.

Os idosos ficaram atordoados, sem reação, e enquanto uma das mulheres falava com eles sobre a pandemia e as vacinas, outra entrou no quarto e vasculhou todas as gavetas, de onde levaram as poupanças do casal em quantia não apurada.

A família das vítimas contactou a GNR mas não chegou a apresentar queixa formal uma vez que era contra desconhecidos. Segundo a Guarda, a mesma dupla fez outras vítimas em Abrantes e Tramagal.

Na reunião de Câmara, o presidente do município, Paulo Queimado (PS), disse que não tinha tido conhecimento do caso, mas que era de todo importante a formalização da queixa na GNR.

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.