O objetivo é demolir o edíficio que surge em evidência, para se proceder ao alargamento dessa via e criar-se uma bolsa de estacionamento. Foto: mediotejo.net

Foi aprovada por unanimidade na última reunião de executivo da CM Abrantes a proposta de compra de dois prédios urbanos sitos na Rua Dr. António Ferreira Bairrão, em Tramagal, com um valor estipulado de 20 mil euros.

O objetivo é demolir os edíficios, para se proceder ao alargamento dessa via e criar-se uma bolsa de estacionamento, uma vez que se tem revelado uma necessidade naquela zona da localidade, e por se situar junto ao largo da Igreja Paroquial de Tramagal, justificou João Caseiro Gomes, vice-presidente da CMA.

O objetivo é demolir o edíficio a branco, para se proceder ao alargamento dessa via e criar-se uma bolsa de estacionamento. Foto: mediotejo.net
O objetivo é demolir os edíficios, para se proceder ao alargamento dessa via e criar-se uma bolsa de estacionamento. Foto: mediotejo.net

Elza Vitório, vereadora da bancada social-democrata, votou favoravelmente por se verificar que vem melhorar a circulação e o estacionamento naquele lugar.

img_20161123_134203
Foi aprovada por unanimidade na última reunião de executivo da CM Abrantes a proposta de compra de dois prédios urbanos sitos na Rua Dr. António Ferreira Bairrão, em Tramagal, com um valor estipulado de 20 mil euros. O objetivo é a demolição e criação de bolsas de estacionamento. Foto: mediotejo.net

Também na senda de intervenções nesta localidade, foram ainda aprovadas obras de beneficiação no edifício do antigo Jardim de Infância de Tramagal, pretendendo-se a requalificação de portas e janelas, requalificação da cobertura, recuperação de paredes e eventual colocação de painéis solares, segundo informação da autarquia.

O edifício foi cedido pela autarquia à Junta de Freguesia de Tramagal, em protocolo assinado a 30 de outubro de 2012.

Joana Rita Santos

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.