Associação de Melhoramentos da Freguesia de Tramagal já apresentou o plano de atividades para 2023. Foto: AMFT

Com um orçamento na ordem dos 41 mil euros, a Associação de Melhoramentos da Freguesia de Tramagal (AMFT) já apresentou o plano de atividades para 2023, no âmbito cultural, social e recreativo, e que vão decorrer de fevereiro a dezembro sob o mote “Tramagal Co(M)Vida”.

Os eventos já programados para 2023 arrancam a 18 de fevereiro, com jogos tradicionais e uma noite de fados, e uma sessão de Karaté no Carnaval, no dia 21, seguindo-se o tradicional Take Away (almoço) e uma noite de música ao vivo (à noite), a 18 de março, seguindo-se, a 8 de abril, um Peddy Paper designado de “À descoberta do Tramagal”.

Entre muitos outros eventos previstos para este ano destaque ainda para as comemorações do Dia Mundial da Criança, a 1 de junho, e para as celebrações do 36º Aniversário da AMFT, que vão decorrer de 2 a 4 de junho. As Noites Jovens da AMFT estão agendadas para de 7 a 9 de julho, estando ainda programada uma matiné dançante, em outubro, para assinalar o Dia Internacional do Idoso, um Magusto e noite de fados, em novembro, a Feira de Natal (dias 9 e 10 de dezembro) e a realização, pela primeira vez, de uma festa de Passagem de Ano, a 31 de dezembro.

Por outro lado, e para além destas atividades, a direção da AMFT, presidida por Isabel Augusto, pretende ainda avançar este ano 2023 com a regularização de diversos aspetos do espaço da associação, nomeadamente de reparação do telhado e remodelação da cozinha, e encetar conversações com a Câmara de Abrantes no sentido de requalificar o espaço contíguo aos campos de ténis, entre o muro de batimento e a estrada (para o lado da pista de atletismo).

“Temos consciência que é um plano ambicioso, contudo, sendo um documento previsional, será sujeito às alterações e adaptações que se considerarem necessárias por via de eventuais constrangimentos que venhamos a sentir, e nomeadamente quanto às datas que serão ajustadas se se entender necessário”, disse a presidente da direção da AMFT, na apresentação do plano de atividades.

Com o desenvolver das atividades planeadas, a associação pretende “devolver à Freguesia o movimento e o espírito de convívio tão dela característico (ou não fosse conhecida como Vila Convívio) sob o mote “Tramagal Co(M)Vida”, realçou a dirigente, tendo destacado a importância das parcerias.

“Porque valorizamos as parcerias, e consequentes sinergias, estão a decorrer contactos com diversas entidades públicas e privadas, nomeadamente com entidades da economia social, em geral, e do movimento associativo, em particular, com vista a consolidar e a inscrever na vida cultural, social e recreativa de Tramagal, um conjunto de atividades que se pretende implementar em 2023”, concluiu, manifestando abertura para acolhimento de propostas que eventualmente surjam, quer de outras associações/entidades publicas e/ou privadas, assim como da população em geral.

Os eventos já programados para 2023 são os seguintes:

 18 de fevereiro – jogos tradicionais e Noite de Fados

 21 de fevereiro – Karaté Carnaval

 18 de março – Take Away (almoço) / Musica ao Vivo (à noite)

 8 de abril – Peddy Paper “À descoberta do Tramagal”

 6 de maio – Take Away (almoço) / Musica ao Vivo à noite

 1 de junho – Dia Mundial da Criança / Parceria com a Associação de Pais Tramagal

 2/3 e 4 – Comemoração do 36º Aniversário da AMFT – Almoço de associados / Torneio de Ténis /Demonstração de Karaté / “Reviver o Antigamente” / Exploração do Espaço / Torneio de chinquilho e sueca / Animação Musical

 7/8 e 9 de julho – Noites Jovens AMFT

 9 de setembro – Take Away (almoço) / Musica ao Vivo à noite

 1 de outubro – Matiné dançante – Dia Internacional do Idoso

 11 de novembro – Magusto e Noite de Fados

 9 e 10 de dezembro – Feira de Natal

 31 de dezembro – Passagem de Ano

Notícia relacionada:

Mário Rui Fonseca

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *