Foto: Guilherme Martins. Retirada da página de Facebook Formiga Atómica

Dedicado aos mais pequenos, “O Estado do Mundo (Quando Acordas)”, espetáculo da autoria de Miguel Fragata e Inês Barahona, é apresentado no Teatro Virgínia no sábado, dia 12 de março. A sessão, marcada para as 11h00, tem o custo de 3 euros.

A peça, que conta com produção da companhia “Formiga Atómica”, coloca em cena uma relação de causa-efeito entre pequenos gestos e grandes consequências. 

“Até que ponto uma torradeira ou um secador podem ser responsáveis por grandes desastres naturais, como um incêndio ou uma tempestade de areia? Até que ponto adicionar um cubo de gelo na bebida ou barrar o pão com manteiga são gestos sem consequência?”, são algumas das perguntas a que se vão tentar responder no espetáculo.

Servindo-se de bens-essenciais diários – eles próprios responsáveis pelas alterações climáticas – o espetáculo coloca em ênfase uma ideia de paradoxo, entre aquilo que a sociedade defende a respeito deste tema e a incapacidade de se abdicar de comportamentos do quotidiano.

Rafael Ascensão

Licenciado em Ciências da Comunicação e mestre em Jornalismo. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.