Foi aprovada por maioria, na reunião extraordinária da Câmara Municipal de Torres Novas que se realizou no dia 31 de outubro, a proposta de alteração ao Mapa de Pessoal para o ano de 2020 que prevê 20 novas admissões.

Depois de algumas questões levantadas pela vereadora Helena Pinto (BE), o documento foi aprovado com cinco votos a favor (PS) e duas abstenções (PSD e BE).

O presidente da Câmara Municipal, Pedro Ferreira (PS) reconheceu que as novas admissões e reclassificações têm “reflexos muito significativos nos custos com pessoal”, calculando que esse acréscimo andará perto dos 300 mil euros.

Pedro Ferreira não se cansou de elogiar a “excelente equipa de funcionários, bem como de chefia intermédia e de chefia de topo” de que a Câmara dispõe.

No total, o novo quadro de pessoal prevê a criação de 44 postos de trabalho, dos quais 10 resultantes de concursos que já estão a decorrer, 14 por mobilidade inter-carreiras e 20 por concursos a abrir.

A vereadora do BE alertou para o facto de, desses 44 lugares, “apenas seis são para funções operacionais, o resto é tudo técnicos superiores”. “Qualquer dia temos a pirâmide invertida nas funções na Câmara, a maioria passam a ser os técnicos superiores. Tem de haver equilíbrio”, alertou.

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.