Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros. Foto: DR

O Município de Torres Novas, em parceria com a associação Ciência Viva – Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica e o Centro de Ciência Viva do Alviela – Carsoscópio, promove o projeto «Ciência Viva no Verão», destinado ao público geral (maiores de 6 anos), com a realização de três percursos entre julho e setembro. Com aproximadamente 4 km, estes percursos pretendem dar a conhecer a geodiversidade e a biodiversidade de diversos locais privilegiados do concelho como a Serra de Aire, os Moinhos da Pena ou as Grutas de Lapas.

A primeira atividade está marcada para domingo, dia 24 de julho, com início no Parque de Merendas de Vale da Serra, a partir das 9h00, com o objetivo de fazer a ponte entre a geodiversidade e a biodiversidade na Serra de Aire. Neste percurso será possível observar o núcleo de megalapiás fundamentalmente constituído por torres ou pilares rochosos que chegam a atingir dimensões métricas, os testemunhos de processos antigos de dissolução, do qual resulta a formação de um solo avermelhado, num local onde existe muita vegetação típica mediterrânica e autóctone, sendo possível ainda observar duas antigas pedreiras e um forno de cal, testemunhos da exploração de recursos geológicos e da sua utilização.

A segunda atividade do projeto terá lugar no dia 28 de agosto, a partir das 9h00, com início nos Moinhos da Pena, num percurso em que será possível observar um dos maiores conjuntos de moinhos de Portugal, estrategicamente construídos no topo da escarpa do Arrife e testemunhos da importância da moagem artesanal, bem como descobrir os vários afloramentos de calcário, matos e vegetação mediterrânica que aqui predominam, onde se pode observar a fusão entre a geodiversidade e a biodiversidade do local.

A última atividade do projeto, intitulada «Do Rio Almonda às Grutas de Lapas», terá lugar no dia 11 de setembro, com início às 9 horas na praia fluvial da Ribeira Branca, e irá dar a conhecer a vista privilegiada para a planície de inundação do rio, terras férteis, pomares e hortas, bem como descobrir o terraço fluvial com antigas pedreiras de tufo calcário terminando com a visita às Grutas de Lapas, um conjunto de galerias subterrâneas escavadas em tufos calcários, com importância a nível nacional e internacional.

Todas as atividades são gratuitas mas de inscrição obrigatória através do link: https://www.cienciaviva.pt/verao/2022/

A organização recomenda o uso de roupa e calçado confortável, boné ou chapéu, protetor solar e um reservatório de água com quantidade suficiente para garantir a hidratação na deslocação.

Para mais informações, os interessados podem contactar os serviços de educação através do e-mail de.gape@cm-torresnovas.pt ou do telefone 249 839 090.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *