Espetáculo de teatro em Torres Novas homenageia Frida Kahlo. Foto: DR

“Muito longe daqui, existe um país chamado México, Mé-xi-co. Neste lugar, há muito, muito tempo, viveu uma menina chamada Frida. Frida? Parece Ferida… mas não é. É Frrrrrida, Frida Kahlo, a maior pintora do mundo.” É este o mote para a peça de teatro que terá lugar no Museu Municipal Carlos Reis, em Torres Novas, no dia 28 de janeiro, sábado.

A sessão tem a duração de 40 minutos e destina-se a famílias, sendo o público-alvo dirigido a maiores de 6 anos. A direção e interpretação é de Cláudia Gaiolas. Integram a coprodução, a EGEAC Cultura em Lisboa/Programação em Espaço Público, o São Luiz Teatro Municipal e o Teatro Meia Volta e Depois à Esquerda Quando Eu Disser.

A entrada é livre e tem lotação esgotada, segundo informação da autarquia, tendo sido obrigatória a inscrição prévia através do telefone 249 812 535 ou do email museu.municipal@cm-torresnovas.pt.

Fotografia: DR

Conhecida internacionalmente como Frida Kahlo, Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderón nasceu em Coyoacán, no México, em 6 de julho de 1907, sendo considerada uma artista à frente do seu tempo, um ícone do feminismo e da feminidade, tendo sua trajetória marcada por força de vontade, sofrimento, paixões e luta.

Frida Kahlo ficou marcada na história não só do México, mas de todo o mundo, como uma das artistas mais talentosas do século XX. Das suas pinturas destacam-se, principalmente, os autorretratos produzidos, tendo feito a sua primeira exposição individual em 1939 em Nova Iorque. Foi ainda a primeira artista mexicana a ter as suas obras expostas no Museu do Louvre, em Paris.

Carla Paixão

Natural de Torres Novas, licenciada em jornalismo, apaixonada pelas palavras e pela escrita, encontrou na profissão que abraçou mais do que um ofício, uma forma de estar na vida, um estado de espírito e uma missão. Gosta de ouvir e de contar histórias e cumpre-se sempre que as linhas que escreve contribuem para dar voz a quem não a tem. Por natureza, gosta de fazer perguntas e de questionar certezas absolutas. Quanto ao projeto mais importante da sua vida, não tem dúvidas, são os dois filhos, a quem espera deixar como legado os valores da verdade, da justiça e da liberdade.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *