Município de Torres Novas contratou um guarda-rios para vigilância ambiental. Foto: CMTN

A Câmara Municipal de Torres Novas tem desde o dia 1 de outubro um assistente operacional a assegurar as funções de guarda-rios e a trabalhar no âmbito da vigilância, fiscalização e monitorização da Natureza no espaço territorial torrejano, anunciou a autarquia.

Em nota de imprensa, a Câmara de Torres Novas refere que, na sequência de procedimento concursal, iniciou funções no município de Torres Novas, no dia 1 de outubro, um Guarda-Rios (assistente operacional) que irá assegurar tarefas de vigilância, fiscalização e monitorização relativas ao ambiente e recursos naturais, nomeadamente no âmbito do domínio hídrico, do património natural e da conservação da natureza.

Este reforço operacional na região centrada em Torres Novas vem juntar-se aos cinco guarda-rios (vigilantes da natureza) contratados recentemente pelo Ministério do Ambiente para atuarem na região Hidrográfica do Tejo, com sede operacional no polo da Agência Portuguesa do Ambiente de Abrantes.

 

Mário Rui Fonseca

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *