Foto: CM Torres Novas

O Município de Torres Novas, em conjunto com o Agrupamento de Escolas Artur Gonçalves, vai implementar o projeto “Saber andar (melhor) de bicicleta” neste agrupamento, visando “contribuir para o desenvolvimento harmonioso e ambientalmente sustentável das localidades”, e promover a prática do ciclismo junto das comunidades escolares.

É através de um protocolo de cooperação, aprovado na última reunião do executivo da Câmara Municipal, que o projeto será desenvolvido entre as duas entidades, pelo que ao município torrejano cabe assegurar os recursos materiais necessários e adequados ao desenvolvimento do projeto (bicicletas, capacetes, consumíveis, ferramentas), entregando para esse fim três mil euros ao Agrupamento de Escolas Artur Gonçalves.

A autarquia vai ainda assegurar uma comparticipação de dois mil euros anuais (anos letivos 2022/23, 2023/24 e 2024/2025) de forma a garantir a correta manutenção das bicicletas envolvidas no projeto, assegurar o transporte dos equipamentos entre os Centros Escolares do Agrupamento e colaborar no aumento dos lugares de estacionamentos para bicicleta no interior dos recintos escolares do concelho.

Por seu lado, o Agrupamento é responsável por dinamizar o projeto – dedicando-lhe uma média de 4 horas semanais e 3 professores ao longo de todo o ano letivo – divulgar o mesmo junto da comunidade escolar, e garantir o apoio institucional e técnico necessário.

Créditos: CM Torres Novas

Tal como referiu Joaquim Cabral (PS), vereador detentor do pelouro da Educação, este projeto já foi implementado no Agrupamento de Escolas Gil Paes no ano letivo 2019/2020, tendo o agrupamento já recebido por parte do Município de Torres Novas mais de 80 bicicletas com vista à sua dinamização.

“Penso que foi um projeto que resultou muito bem (…). Há aqui uma realidade, que é a de que as nossas crianças de oito e nove anos, do estudo que foi realizado, 70 a 80% não sabe andar de bicicleta. E constata-se que com poucas aulas e poucas sessões nos centros escolares, esta percentagem diminui significativamente para 20 e 30%, portanto acho que é um trabalho excecional que agora pretendemos alargar ao Agrupamento Artur Gonçalves”, disse o edil. A proposta foi aprovada por unanimidade.

Rafael Ascensão

Licenciado em Ciências da Comunicação e mestre em Jornalismo. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *