O Transporte a Pedido foi um dos 25 finalistas do prémio da Comissão Europeia, tendo conquistado o reconhecimento do público. Foto: CIM

Vale da Serra, no circuito municipal Chancelaria-Pedrógão, e a Escola Profissional de Torres Novas são as duas novas paragens do concelho torrejano a integrar o projeto “Transporte a Pedido” no que diz respeito ao projeto intermunicipal “LINK”, serviço que garante a ligação entre as cidades de Abrantes, Entroncamento, Ourém, Fátima, Tomar e Torres Novas.

À semelhança do transporte coletivo regular, o Transporte a Pedido tem circuitos, paragens e horários definidos. O serviço marca a diferença uma vez que é o próprio utilizador a desencadear a viagem ao efetuar o seu pedido através de um sistema de reservas, as quais são feitas por telefone ou online. Deste modo, as viaturas responsáveis pelo transporte só efetuam os percursos previamente solicitados e só vão às paragens que tiverem reservas feitas, o que contribui para uma gestão mais sustentável das viagens.

As reserva devem assim ser feitas entre as 9:00 e as 15:00 até ao dia anterior ao da viagem, podendo ser feitas por chamada gratuita através do número 800 209 226, ou do website http://transporteapedido.mediotejo.pt/Reservas.

Pode consultar mais informações sobre o Transporte a Pedido em Torres Novas AQUI.

O Transporte a Pedido, projeto de mobilidade sustentável e inclusão social criado e desenvolvido pela Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT) em parceria com os Municípios, é uma das grandes apostas desta comunidade. Criado em 2013, com apoio da União Europeia, o Transporte a Pedido pretende figurar como uma resposta à necessidade de criar mais soluções de transportes nas zonas de baixa densidade populacional do interior do país, cuja rede de transportes públicos regular é escassa.

Conheça mais sobre o projeto de Transporte a Pedido aqui:

“Transporte a Pedido” no Médio Tejo vence prémio europeu Regiostars

Rafael Ascensão

Licenciado em Ciências da Comunicação e mestre em Jornalismo. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.