Foto: DR

O executivo municipal de Torres Novas aprovou na quarta-feira, 2 de dezembro, as normas de funcionamento de um “Projeto Componentes de Apoio à Família” para o 1º ciclo do ensino básico. Trata-se de um novo serviço que se vai iniciar em 2021 no Centro Escolar de Santa Maria e que vai receber crianças a partir das 07h45 e cuidará das mesmas após as aulas, até às 19h15. Este serviço pretende dar resposta a famílias cujos pais têm horários de trabalho que não se ajustam ao período escolar.

O projeto foi apresentado pelo vereador da educação, Joaquim Cabral (PS), adiantando que terá início no próximo ano civil. O serviço será contratualizado pelo município, razão pela qual os pais têm que pagar pelo mesmo, em valores que variam consoante o escalão da criança (de 7 a 50 euros).

Deste modo, vai passar a haver acolhimento de crianças no Centro Escolar de Santa Maria entre as 07h45 e as 09h00 e depois entre as 17h30 e 19h45. Segundo esclareceu Joaquim Cabral ao mediotejo.net, o serviço vai abranger dois grupos de cerca de 20 crianças, num total de 40.

A iniciativa municipal foi elogiada pela vereadora do Bloco de Esquerda, Helena Pinto, recordando a própria experiência há 25 anos. No entanto considerou que o serviço deveria ser gratuito, considerando que o município pode bem prescindir dos 7 mil euros de receita que prevê auferir com o mesmo.

Joaquim Cabral explicou porém que se está a seguir o mesmo princípio de outros programas de apoio, também pagos, sendo que a Câmara Municipal terá que contratar recursos humanos.

Face à posição do executivo socialista em manter o serviço pago, Helena Pinto absteve-se. O PSD votou a favor, tendo a proposta sido aprovada por maioria.

Cláudia Gameiro

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.