Grutas das Lapas. Foto arquivo. mediotejo.net

“Aqui Há História” é o nome do novo ciclo de atividades promovido pela Biblioteca Municipal de Torres Novas, o qual é direcionado às famílias e à comunidade sénior e que tem como objetivo “divulgar acontecimentos, pormenores e datas da História de Torres Novas, promover o contacto com os elementos que integram o património deste território, histórico e natural, e possibilitar a partilha de memórias e vivências da comunidade sénior”. Esta iniciativa tem início no dia 6 de novembro.

Com estas atividades visa-se igualmente “manter ativo e divulgar um vasto acervo documental: o fundo local, que na sua maioria, é enriquecido com diversas publicações editadas pelo Gabinete de Estudos e Planeamento Editorial do município, sobre a comunidade e o território concelhio, nos mais variados setores da vida quotidiana, história, património, etnografia, entre outros”, refere-se em informação municipal.

Neste sentido, a primeira atividade “Às Voltas de Lapas” decorre no dia 6 de novembro (domingo), às 10h30, onde se vai proceder à leitura e exploração das várias hipóteses sobre a origem daquelas grutas e o que estas galerias artificiais podem ou não ter sido, recorrendo para isso a um tapete criado a partir das ilustrações do livro “Lapas as grutas que não são grutas” de Jorge Simões e Alexandra Sirgado (edição do Município de Torres Novas).

Já no dia 23 de novembro (quarta-feira), também às 10h30, “Torres Novas, Uma Cidade com Memórias” é a atividade – destinada aos utentes de Lares e Centros de Dia, grupos seniores informais, associações e instituições de caráter social – que vai recorrer ao clássico jogo mega 4 em linha de estratégia e inteligência, para colocar questões relacionadas com o património histórico, cultural e natural do concelho, de modo a que se partilhem vivências.

As inscrições são gratuitas mas limitadas e obrigatórias, podendo as mesmas ser efetuadas através do email biblioteca@cm-torresnovas.pt ou do telefone 249 810 310.

Rafael Ascensão

Licenciado em Ciências da Comunicação e mestre em Jornalismo. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *