Foto: CM Torres Novas

A Câmara de Torres Novas assinou na terça-feira o auto de consignação da empreitada “Mobilidade Urbana Sustentável – Medidas de Adaptação – Fase 1”. A obra foi adjudicada à empresa Gadanha, Pavimentos Lda., pelo valor global de 270.582,50 euros (+ IVA) e com um prazo de execução de 180 dias.

A intervenção visa garantir “um corredor pedonal mínimo de 1,50 m, sem qualquer tipo de obstáculos, em algumas das artérias mais movimentadas da cidade, permitindo a circulação pedonal sem limitações a toda a população e um acesso privilegiado às paragens de transportes coletivos de passageiros, equipamentos desportivos e a equipamentos escolares”, bem como “melhorar os padrões de acessibilidade da cidade, potenciando o aumento de autonomia e independência de pessoas com algum tipo de incapacidade física, sensorial ou cognitiva”, explica-se em informação municipal.

A obra divide-se em duas zonas distintas, a norte, desde a Quinta da Silvã até à Avenida Dr. Martins de Azevedo Mendes; e a sul, incidindo na artéria mais movimentada da zona meridional da Cidade, a Avenida Doutor Sá Carneiro.

Estão ainda previstos trabalhos de rebaixamento, reabilitação e alargamento do canal pedonal em calçada; remoção de guia de passeio com abertura de caixa com 0,15 m de altura; reconfiguração do pavimento com regularização do corredor pedonal num mínimo de 1,50 m; redefinição de espaço de estacionamento e colocação de novas guias de passeio; relocalização de abrigos de transportes públicos e alteração de sinais verticais, adianta ainda o comunicado.

Foto: CM Torres Novas

Rafael Ascensão

Licenciado em Ciências da Comunicação e mestre em Jornalismo. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *