reunião de câmara de 14 de fevereiro de 2017. FOTO: mediotejo.net

A aprovação da emissão de declaração de compatibilidade do alvará de utilização com uso industrial para a empresa New Mattress, em Atouguia, freguesia de Santa Maria, gerou forte discussão na reunião camarária de Torres Novas de 14 de fevereiro, terça-feira. O edifício onde se vai localizar a empresa tem amianto e apesar dos estudos feitos ao local terem registado valores mínimos de libertação, o BE, a CDU e o PSD mostraram-se bastante reticentes quanto à aprovação. A empresa vai criar 20 postos de trabalho.

A situação já tinha gerado discussão em reuniões anteriores e foi deixada para o fim da reunião de 14 de fevereiro, como o executivo socialista a garantir que as análises feitas ao edifício registaram uma emissão de partículas (em resultado da presença do amianto, que é cancerígeno) muito inferior ao limite. Haverá porém nova avaliação daqui a seis meses, com a empresa já a funcionar. A lei, frisou o vereador Luís Silva, está a ser cumprida.

As explicações no entanto não convenceram a oposição, com o BE e a CDU a mostrarem-se contra a aprovação da licença de utilização por uma questão de princípio e para não se criarem precedentes. Acabariam por votar contra, com o PSD a abster-se.

A discussão passou ainda pelo facto da empresa se instalar na Atouguia e não na zona industrial.

Cláudia Gameiro

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.