Foto: D.R./Google Images

A Câmara de Torres Novas aprovou a atribuição de um apoio financeiro de 60 mil euros às Juntas e Uniões de Freguesia do concelho para a realização de ações de corte e limpeza por corte mecânico e para a não utilização do glifosato no controlo de espécies vegetais espontâneas.

Em nota de imprensa, o município recorda que a 22 de outubro de 2018 a Assembleia Municipal de Torres Novas aprovou uma moção que recomendava a não utilização de glifosato. Na sequência desta aprovação, as juntas retomaram a utilização de um método de controlo mecânico que veio implicar o aumento das ações de corte e limpeza e, consequentemente, o aumento de despesas inerentes.

Com vista a ser encontrada uma plataforma de entendimento com o município, as juntas de freguesia reuniram-se a 8 de fevereiro do presente ano, tendo resultado, após análise e quantificação dos encargos envolvidos, na necessidade de reforçar em 40% a transferência de meios financeiros referentes à limpeza de arruamentos, no âmbito dos acordos de execução de delegações de competências vigentes.

Assim, serão transferidos 59.304,70 euros, dos quais 7.633,60 euros para Assentis, 4.938,70 euros para Chancelaria, 1.905,80 euros para Meia Via, 7.152,60 euros para Pedrógão, 4.352,40 para Riachos, 7.216,30 para a União das Freguesias de Brogueira, Parceiros de Igreja e Alcorochel, 5.882,50 euros para a União das Freguesias de Olaia e Paço, 10.015,20 euros para a União das Freguesias de Santa Maria, Salvador e Santiago, 6.146,40 para a União das Freguesias de São Pedro, Lapas e Ribeira Branca, 4.061,20 euros para Zibreira.

Cláudia Gameiro

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.