A secular Feira de Santa Iria, realizada anualmente em Tomar desde o século XVII, está de volta para animar a cidade nabantina até 23 de outubro. Foto: CMT

A secular Feira de Santa Iria, realizada anualmente em Tomar desde o século XVII, fecha este domingo uma edição de dez dias de um certame que tem contado com muita animação e a presença de 106 expositores e de 23 projetos artísticos. Depois da tradição ter sido cumprida com a procissão e o lançamento de pétalas ao Nabão, no dia 20, o concerto final decorre às 18h00 deste domingo, com a Banda Iria, um invulgar ensemble com músicos de todas as filarmónicas tomarenses.

Hoje, 23 de outubro, por questões relacionadas com as condições atmosféricas, prevendo-se chuva forte, a autarquia anunciou alguns ajustes ao programa da Feira de Santa Iria. Assim, o Baile dos Gualdins, previsto para as 11h00, foi cancelado, a apresentação do livro “Iria – Uma fantasia visigótica” de Carlos Trincão passa para a Capela de Santa Iria, às 15h00, e o concerto da Banda Iria, com as Bandas Filarmónicas de Tomar, decorrerá no Palco da Feira, às 18h00.

A procissão de Santa Iria, no dia 20, culminou com o lançamento de pétalas ao rio, em memória do martírio da padroeira. Foto: Luís Ribeiro

Depois de dois anos de interregno pandémico e contando com uma vasta programação musical gratuita e com uma nova disposição espacial, a expectativa no dia da abertura era a de uma “excelente edição” e uma “excelente retoma” da feira, antecipava Anabela Freitas, presidente da Câmara de Tomar.

Foi no Espaço Iria, no Convento de São Francisco que a presidente da Câmara Municipal de Tomar, Anabela Freitas, dirigiu a inauguração da Feira de Santa Iria. O certame contou com a presença de várias entidades, nomeadamente o presidente da Assembleia Municipal, Hugo Costa, e de muitos convidados, entre presidentes de Junta de Freguesia, deputados municipais, dirigentes de instituições de ensino e outras individualidades que acompanharam, também, a tradicional visita à Feira.

Dois anos depois, espera-se uma ‘excelente retoma’ da Feira de Santa Iria. Foto: mediotejo.net

Esta edição, que combina tradição com inovação, viu crescer o seu espaço e a sua oferta, estendendo-se desde a Várzea Grande, zona para os concertos, tasquinhas e stands, até ao Mercado Municipal. Na envolvente do tribunal localizam-se várias barraquinhas, nomeadamente as da emblemática Feira das Passas. Na Rua dos Táxis encontram-se as mais variadas ofertas de artigos, como loiça, roupa ou calçado e assim se alonga até ao Mercado Municipal, não sem antes se passar pela zona de artesanato e oferta gastronómica.

No Mercado, os sons e luzes destacam o parque de diversões, mas existem também zonas de restauração e, pela primeira vez, a presença de duas unidades de saúde do Centro Hospitalar do Médio Tejo cujas equipas marcam presença em ações de rastreio e prevenção.

O “pontapé de saída” inaugural desta feira dedicada à padroeira da cidade de Tomar decorreu no final da tarde do dia 14 de outubro (sexta-feira), com a tradicional visita da comitiva municipal aos stands presentes na feira, dedicados aos comes e bebes, licores, doçaria, frutos secos, e demais atratividades.

A secular Feira de Santa Iria, realizada anualmente em Tomar desde o século XVII, está de volta para animar a cidade nabantina até 23 de outubro. Foto: CMT

Entre apertos de mão, trocas de palavras e opiniões e provas dos melhores sabores a serem descobertos na feira, Anabela Freitas afirmou ao nosso jornal que o retomar da feira dois anos depois é “muito bom” para todos os tomarenses, tendo em conta que este certame “faz parte da nossa história e das nossas vivências”.

“Depois, este ano demos-lhe um aspeto completamente diferente, mantendo aquilo que são os pilares da tradição da Feira de Santa Iria. Vamos ter mais concertos, temos espaços mais diversificados, e a feira prolonga-se por mais espaços da cidade, e portanto nós esperamos que efetivamente seja uma excelente edição, uma excelente retoma da Feira de Santa Iria”, disse ainda a autarca, aproveitando para deixar um convite a todos os possíveis visitantes.

Em termos práticos, o recinto do Mercado acolhe o parque de diversões e as tasquinhas; no passadiço junto à Casa dos Cubos fica o artesanato; na Rua dos Arcos, o comércio em geral; no estacionamento lateral do Palácio da Justiça, a nascente, a Feira das Passas; em frente ao Tribunal os automóveis e máquinas agrícolas; no claustro do Convento de S. Francisco, o Espaço Iria, para atividades mais intimistas; e na ampla praça da Várzea, além do palco principal, os produtos locais e regionais, street food, bares e mostra associativa.

Quanto à animação musical, esta é variada, destacando nomes como o de Pedro Abrunhosa, David Carreira, HMB e Némanus como cabeças de cartaz dos dez dias do certame, num programa que inclui ainda a atuação dos tomarenses Motherflutters, Cavalo Amarelo, Ricardo José ou FH5, entre outros.

Pedro Abrunhosa atuou no sábado em Tomar, no âmbito da Feira de Santa Iria. Foto: CMT

Ainda no contexto da Feira, haverá momentos mais intimistas como o Projeto IRIA, de OMIRI, uma espécie de alter ego de Vasco Ribeiro Casais; o grupo nabantino Saltimbancos, que vai fazer um concerto para utentes das IPSS’s; ou a apresentação do livro “Iria – Uma fantasia visigótica”, de Carlos Trincão.

Num vasto programa que não descurou as atividades para os mais novos, que foram igualmente os protagonistas principais da procissão de Santa Iria, na manhã de dia 20, que culminou com o lançamento de pétalas ao rio, em memória do martírio da padroeira), registo igualmente para o concerto final, às 18h00 deste domingo 23 de outubro, com a Banda Iria, um invulgar ensemble com músicos de todas as filarmónicas tomarenses.

A programação, disposição do recinto ou demais informações sobre o certame podem ser encontradas AQUI, no site oficial do evento, naquela que é outra novidade desta mais recente edição.

Rafael Ascensão

Licenciado em Ciências da Comunicação e mestre em Jornalismo. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *