Rancho folclórico e etnográfico de Alviobeira (Tomar) assinala 34 anos em atividade. Foto: Luís Ribeiro

A assinalar o 34º aniversário, os elementos do Rancho Folclórico e Etnógrafo de Alviobeira (Tomar) despiram-se de preconceitos e serviram de modelo para um desfile numa inspiradora exposição fotográfica. A intenção é documentar a história da roupa interior, que revela a evolução dos costumes e interliga-se com o papel da mulher na sociedade.

Em Alviobeira, na noite de 24 de abril decorreu a inauguração da exposição de fotografia DESUSO, da autoria de José Ribeiro, em que a roupa interior e a sua evolução são retratadas de uma forma soberba pela lente do fotógrafo tomarense.  

Rancho de Alviobeira despe-se de preconceitos em dia de aniversário. Foto: Luís Ribeiro

Com a sala do Centro Recreativo e Cultural de Alviobeira completamente cheia, nesta mesma noite seguiu-se o DESNUDO, um desfile de roupa interior de época pelos componentes do Rancho de Alviobeira.

Abril é o mês em que se assinala o 34º aniversário do Rancho Folclórico e Etnógrafo de Alviobeira (RFEA), tendo decorrido muitas atividades para assinalar a data festiva, sendo o fim de semana de 23 e 24 de abril o mais preenchido.

Na noite de 23 de abril um concerto intitulado VOZES CONTRADIÇÃO, que juntou em palco vários artistas para celebrar o aniversário do RFEA e as suas sonoridades. Vários artistas convidados juntaram-se para recriar o legado de um povo e das suas raízes, dando-lhe novas vozes e novas roupagens, mas mantendo a essência de cada cantiga.

Mas o grupo não se fica por aqui. No último dia do mês de abril, sábado, pelas 21H30, no Centro Recreativo e Cultural de Alviobeira , ainda haverá tempo para a gala de aniversário, que vai juntar música, dança e teatro numa grande noite de partilha de saberes, tradição e convívio.

Fotogaleria de Luís Ribeiro:

Luis Ribeiro

Natural e residente em Tomar, tem como profissão Distribuidor, mas é com a fotografia que se identifica. É amante desta arte em geral, mas a sua verdadeira paixão é a Natureza e Vida Selvagem e os Retratos. É autor do livro de fotografia “Alma Nabantina” e fundador/administrador dos grupos do Facebook “Amigos da Fotografia de Tomar” e "Fauna de Tomar”. Colabora na área de fotografia na imprensa regional e local e já em 2018 foi júri convidado de dois concursos de fotografia. Neste ano conta também com duas exposições de fotografia coletivas, preparando atualmente a terceira.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *