Há muito que se adivinhava mas só nos últimos dias se dissiparam as dúvidas. Luís Filipe Boavida, 54 anos, técnico superior na Câmara de Tomar, é o candidato do PSD nas próximas eleições autárquicas. O nome foi aprovado em reunião da comissão política concelhia do partido, realizada recentemente, mas falta a Comissão Política Distrital e Nacional do partido aprovarem a decisão.

Com uma presença forte e dinâmica na comunidade tomarense, Luís Filipe Boavida começou por ser notícia, em novembro de 2013, uma vez que foi um dos quatro chefes de divisão do município de Tomar a quem foram canceladas as comissões de serviço, após o executivo socialista de Anabela Freitas ter tomado posse. Nessa ocasião, deixou o seu gabinete nos Paços do Concelho e foi colocado a trabalhar numa sala no Pavilhão Desportivo “Cidade de Tomar”, junto ao Estádio Municipal, onde ficou a trabalhar algum tempo. Neste momento, já regressou aos Paços do Concelho.

Luís Boavida tem desenvolvido um percurso forte na vida associativa Foto: D.R.

Filho do meio de um casal de beirões, nasceu na Rua Joaquim Jacinto, n.º 54. É casado com a advogada Isabel Fernandes e tem um filho médico, João Boavida. Cresceu e foi criado na Portela de São Pedro. Licenciado em Administração e Gestão pela Universidade Católica, tem o curso superior de Estudos Superiores Especializados em Gestão Autárquica pela ESGS e o curso de Alta Direção para a Administração Local pelo INA. Fez a parte letiva em Gestão na Universidade de Évora e pensa, entretanto, defender a tese “A participação da oposição na gestão de uma autarquia”.

Confraria Cívica do Barbo, um dos muitos grupos que ajudou a fundar Foto: D.R.

Signo balança, católico praticante, foi catequista no Bairro da Musgueira durante três anos. Do seu currículo destaca-se uma intensa participação na vida associativa, tendo fundado alguns grupos como os Kromuz da Bola – Associação de Cultura e Desporto, a Confraria Cívica do Barbo e a G7 – oitavos, esta última uma tertúlia focada em temas autárquicos. Desde há quatro anos que integra o grupo de teatro “Fatias de Cá”.

Em 2009 foi um dos quatro fundadores da Associação dos Antigos Alunos do Liceu de Tomar. É ainda vogal do Definitório da Misericórdia de Tomar, presidente do Conselho Fiscal do CIRE, vice-presidente da Associação de Futebol de Santarém, tesoureiro do CAST – Centro de Assistência Social de Tomar, vogal da direção do Sporting de Tomar, vice-presidente da assembleia-geral da Liga dos Amigos dos Bombeiros de Tomar e presidente do Conselho Fiscal da Associação dos Forcados Amadores de Tomar, destacando-se ainda como voluntário na área da promoção de eventos e angariação de fundos na Cáritas de Tomar.

Ao mediotejo.net, o candidato do PSD preferiu para já não fazer comentários ou sequer confirmar que está na corrida, aguardando-se a confirmação oficial da sua candidatura.

Elsa Ribeiro Gonçalves

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.