Créditos: Pexels

O Município de Tomar vai dinamizar, em parceria com a Associação Oficina da Abelha, uma formação de capacitação destinada aos membros do Conselho Municipal de Juventude de Tomar (CMJT). A iniciativa decorrerá nos dias 6, 20 e 27 de novembro e 4 e 11 de dezembro, das 19h00 às 20h30. As inscrições devem ser realizadas até dia 30 de outubro, para o e-mail juventude@cm-tomar.pt, incluindo nome completo, contacto e entidade que representa.

Segundo a autarquia, a formação constituída de cinco sessões, em horário pós-laboral e sempre à sexta-feira, tem como objetivos “ir ao encontro da necessidade de colocar o setor da juventude num plano de maior relevo a nível local e de dar cada vez mais importância, espaço e voz à participação jovem nos assuntos que lhes dizem respeito”.

Para tal, pretende-se dotar os vários participantes deste CMJT, de motivação, ferramentas e o know-how necessários para desempenharem o seu papel de forma cada vez mais ambiciosa e informada, enquanto atores da democracia local e influenciadores das políticas locais de juventude”.

O programa da formação de capacitação será o seguinte:

Sempre à 6ª feira. Horário: 19h00 – 20h30

06 nov: Diálogo estruturado entre pares, consolidação da equipa e construção de objetivos comuns.

20 nov: Políticas europeias de juventude: Temáticas / objetivo; Estratégia europeia para a juventude 2021 / 2027; Envolver – Ligar – Capacitar

27 nov: Políticas locais de juventude. Exemplos de boas práticas e projetos reconhecidos

04 dez: SALTO YOUTH, IPDJ, formação gratuita a nível europeu para membros CMJ e técnicos de Juventude, centro de Juventude, loja Jovem.

11 dez: Plano municipal de juventude, exemplos, modelos e discussão consertada, bases para uma discussão aberta, rigorosa e com efeitos práticos.

Joana Rita Santos

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.