Grupo Sellium ensina e leva danças medievais à Festa Templária Foto: Luís Ribeiro

O grupo Sellium, composto por duas mulheres de Tomar mas que abraçam o mundo a partir deste projeto, promete muita diversão e alegria a quem os ver, mas também a todos os que queiram aprender danças de várias épocas e de todo o mundo. Trajados a rigor, os membros do grupo destacam como atuação mais marcante a da Festa dos Templários, onde agora regressam, acompanhadas dos mais jovens, os D. Gualdins.

 O mediotejo.net foi conhecer a Rita Santos e a São Rodrigues, fundadoras deste projeto, num dia de aulas com meninas e meninos entre os 6 e 12 anos para o tão aguardado Baile dos Gualdins a realizar já na Festa Templária que decorre em Tomar de 7 a 10 de julho.

Sem muitas oportunidades de dançarem nos últimos dois anos face à pandemia, para as monitoras Rita e São é transcendente e motivo de alegria o poderem partilhar os momentos de dança com o público.

As atuações dos Sellium na Festa Templária estão agendadas para quinta-feira, às 19h00, e para sexta-feira, às 22h00, ambas na Corredoura. Os D. Gualdins, por sua vez, dançam no sábado às 17h00 no Mouchão e às 17:30 na Corredoura. Os Sellium atua novamente no sábado, às 15h00 e às 16h00, na Corredoura, e às 21h00 no Mouchão. Finalmente, no domingo, o baile continua com os D. Gualdins a atuarem no Mouchão, às 16:30, e os Sellium às 17h00, na Corredoura. Oportunidade não faltam para apreciar ou arriscar um pé de dança medieval na Festa Templária de Tomar.

Notícia relacionada:

Mário Rui Fonseca

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Luis Ribeiro

Natural e residente em Tomar, tem como profissão Distribuidor, mas é com a fotografia que se identifica. É amante desta arte em geral, mas a sua verdadeira paixão é a Natureza e Vida Selvagem e os Retratos. É autor do livro de fotografia “Alma Nabantina” e fundador/administrador dos grupos do Facebook “Amigos da Fotografia de Tomar” e "Fauna de Tomar”. Colabora na área de fotografia na imprensa regional e local e já em 2018 foi júri convidado de dois concursos de fotografia. Neste ano conta também com duas exposições de fotografia coletivas, preparando atualmente a terceira.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.