Foto: Pixabay

A cidade de Tomar vai ter um fim de semana dedicado à temática dos videojogos, com três dias repletos de torneios, workshops de programação e artes digitais, concursos, expositores, lojas e muito mais. O Tomar Game Festival decorre no Complexo Cultural da Levada de 27 a 29 de janeiro.

O evento é promovido pela GAMEscola Portugal, uma escola dedicada ao desenvolvimento de videojogos e de aplicações, e organizado pelo Município de Tomar.

O certame vai contar com concursos de cosplay, uma Arena Free Play, uma área Board Games, uma área Retro Games, uma área Metaverso (VR), lojas, vários expositores e workshops de Programação de Jogos e Artes Digitais (inscrições feitas durante o evento, por ordem de chegada).

Os mais competitivos podem também participar em torneios de Mario Kart 8 Deluxe, Dragon Ball FighterZ, CS GO, FIFA’23, Tekken, Guilty Gear ou Street Fighter. As vagas para os torneios são limitadas, sendo que os visitantes que possuam o bilhete do tipo “Passaporte” tem preferência na inscrição, não havendo no entanto a garantia de que todos os detentores do Passaporte possam participar nos torneios.

Os bilhetes são adquiridos exclusivamente online (não há bilheteira no local), estando disponíveis a partir de 5,90€ (estudante de Tomar ou da GAMEscola) ou 12,90€ (bilhete normal), havendo ainda outras modalidades de bilhetes. As crianças até aos seis anos e os cosplayers têm entrada gratuita.

Segundo o site da organização, à data deste texto, já estão vendidos 70% dos ingressos.

“A sexta-feira, dia 27, será um dia fechado ao público geral. Será um dia dedicado aos estudantes de Tomar e convidados. O sábado e o domingo serão abertos ao público e é necessário garantir o bilhete o quanto antes pois devem esgotar rapidamente”, explica Alessandro Igor, fundador da GAMEscola Portugal e do Tomar Game Festival, conforme divulgado em informação municipal.

O espaço está aberto entre as 10h00 e as 20h00.

Rafael Ascensão

Licenciado em Ciências da Comunicação e mestre em Jornalismo. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *