A ilustração de uma figura feminina a segurar um tabuleiro à cabeça, a ponte velha, o açude dos frades, o rio Nabão, a casa Vieira Guimarães, a Corredoura e, ao fundo, o castelo. Estes são os elementos principais do cartaz oficial do cartaz da Festa dos Tabuleiros 2019, que foi apresentado na tarde deste sábado, 19 de janeiro, na Casa Vieira Guimarães, e descrito pela Mordomo da festa maior de Tomar, Maria João Morais, como uma obra simples mas com uma forte componente simbólica.

Cartaz da Festa dos Tabuleiros de 2019 é uma obra criativa de Filipe Rolim (ilustração) e Nuno Alves (arte) Foto: D.R.

O cartaz é da autoria de Filipe Rolim (ilustração), ex-aluno de design e Artes Gráficas do IPT e Nuno Alves (arte) e foi apresentado pela primeira vez a dezenas de tomarenses que se deslocaram à Casa Vieira Guimarães para assistirem a este momento, precedido de um breve momento musical.

Maria João Morais, a Mordomo da Festa dos Tabuleiros, explicou que queria um cartaz com “algo diferente, simples, incisivo e simbólico que mostrasse a riqueza que é a nossa festa, que é o nosso concelho e o centro da festa que se desenrola nas ruas de Tomar”.

A mordomo mencionou ainda “com carinho” dois artistas tomarenses, Tó Carvalho e Teresa de Azevedo Coutinho, que, após a sua eleição como Mordomo, disponibilizaram as suas obras para um possível cartaz. “É bom estar entre amigos, é bom estar entre aqueles que sentem  e vibram com a riqueza que é a Festa dos Tabuleiros. A Festa maior do nosso concelho e uma das mais importantes de Portugal”, referiu.

Maria João Morais, Mordomo da Festa dos Tabuleiros, explicou que queria um cartaz com “algo diferente, simples, incisivo e simbólico Foto: mediotejo.net

A presidente da autarquia, Anabela Freitas, disse aos presentes que este pode ser considerado um cartaz simples mas que os valores subjacentes à Festa estão nele patentes. “É importante que nos dias de hoje não nos esqueçamos dos valores porque é o garante que a nossa Festa vai passar de geração em geração. A Câmara está ao lado da Comissão Central para continuar este trabalho que iniciamos hoje”, disse.

Filipe Rolim disse que este cartaz foi criado a partir de uma foto tirada da Ponte velha pretendendo-se recriar um estilo mais moderno, apelativo mas que não fosse muito confuso. “Queríamos um cartaz simples, sem necessitar de muitos elementos na ilustração. A escolha do elemento feminino no cartaz foi porque é o que mais identifica o cortejo”, explicou, acrescentando que o cartaz demorou cerca de um mês a ficar concluído.

O professor tomarense Carlos Trincão deu conta que este cartaz lhe traz à lembrança o de 2003 que foi uma “pedrada no charco” na altura. “Este, que me enche as medidas, retoma a tradição da Pintura… Da pintura digital, bem entendido. Um cartaz em 2019 como que a apelar às gerações vindouras que não deixarão que a Festa se esvaneça e onde descubro simbologias escondidas, que, provavelmente estarão apenas na minha cabeça”.

Para o professor,

este cartaz “permite ver o Castelo Templário e, inteligentemente, apenas o Castelo para sublinhar a importância que os Templários dedicavam ao Espírito Santo, não deixando, portanto, esquecer que a oração ao Espírito Santo que rezavam para serem iluminados numa boa escolha de um novo Mestre ali está, discreta, relembrando a nossa Fundação enquanto Comunidade”.

Recorde-se que em maio de 2018 foi lançado o flyer da festa onde estão representados um tabuleiro, um pendão e uma coroa do Espírito Santo, ilustrações a aguarela da autoria da pintora tomarense Engrácia Cardoso, com design de Nuno Alves.

A Festa dos Tabuleiros decorre em Tomar de 29 de junho a 8 de julho. O cortejo principal decorre no dia 7 de julho e o cortejo das crianças no dia 30 de junho.

Elsa Ribeiro Gonçalves

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.