Foto: DR

Com criação e interpretação de Marta Cerqueira, SubLinhar é um espetáculo destinado às crianças e famílias que articula dança, som, ilusionismo e desenho, revelando a dança como linguagem. O Cine-Teatro Paraíso, em Tomar, é o local responsável por acolher este espetáculo de dança, com duas sessões marcadas para quinta-feira, dia 27 de janeiro, uma às 10h30 e a outra às 14h00.

Este espetáculo insere-se no âmbito do Ciclo “O que (te) diz a dança?”, programado e produzido pela Materiais Diversos, o qual pretende desmistificar a ideia de que a dança contemporânea não é para toda a gente, bem como ampliar a perceção do que é dança, desdobrando-se para isso em espetáculo, conversas e oficinas.

“Para se escrever a palavra SubLinhar é preciso um ponto e traçar linhas com a mão.
Para se falar a palavra SubLinhar é preciso que um conjunto de sons saia da nossa boca.
Mas há quem seja de poucas palavras… E o que acontece quando ficamos sem palavras?
Se retirarmos Linha à palavra Sub(Linha)r podemos usá-la para desenhar no espaço, insinuar formas, acentuar movimentos, definir direcções ou percursos que nos levam a mudar de lugar, fazer perguntas ao mundo e crescer”, lê-se na sinopse do espetáculo. 

Para mais informações sobre o espetáculo destinado ao público escolar e a partir dos seis anos, deve-se contactar o Cine-Teatro Paraíso através do número de telefone 249 329 190 ou do email cineteatro@cm-tomar.pt

Rafael Ascensão

Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo. Ávido leitor, não dispensa no entanto um bom filme e um bom serão na companhia dos amigos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.