Foto: mediotejo.net

Um policial da intemporal Agatha Christie e um elenco composto por atores como Ruy de Carvalho parece ter sido a combinação perfeita para esgotar o espetáculo teatral “A Ratoeira”, que vai ter lugar no Cine-Teatro Paraíso, em Tomar, na noite de sexta-feira, 4 de novembro.

“Um jovem casal converteu uma casa de campo num pequeno hotel, iniciando um negócio no ramo da hotelaria, mas vive com dificuldades financeiras. Certa noite, devido a uma forte tempestade de neve, todos, incluindo os quatro hóspedes que lá se encontram, vêem-se isolados, ficando impedidos de sair do hotel. Até que chega o detective Trotter, que conseguiu ultrapassar as dificuldades da tempestade, caminhando até ao hotel com os seus esquis. Trotter vem avisar que um assassino está à solta, a dirigir-se para lá, depois de ter cometido um homicídio em Londres”, lê-se na sinopse do espetáculo.

“Nessa mesma noite, quando uma das hóspedes, a Sra. Boyle, aparece morta no hotel, percebemos que o assassino já se encontra entre eles. A suspeita recai de imediato sobre Christopher Wren, um jovem que tem uma aparência semelhante à descrição do criminoso, feita pelo detetive. Após um minucioso questionário levado a cabo pelo detetive, fica evidente que o assassino pode ser qualquer um deles, inclusive os donos do hotel. A revelação sobre o criminoso será chocante, até porque TODOS são suspeitos!”, conclui a mesma informação.

Sem mais lugares disponíveis, esta produção: Yellow Star Company conta com encenação de Paulo Sousa Costa e atuações de Ruy de Carvalho, Daniel Cerca Santos, Elsa Galvão, Filipe Crawford, Henrique Carvalho, Luís Pacheco, Sara Cecília e Sofia de Portugal.

Os preços dos bilhetes variavam entre os 16 e os 25 euros.

Rafael Ascensão

Licenciado em Ciências da Comunicação e mestre em Jornalismo. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *