Associação TAGUS recebeu 9 candidaturas para financiar projetos de valorização do património local Foto arquivo: DR

A TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior, recebeu 9 candidaturas à operação 10.2.1.6. Renovação de Aldeias, com um total de investimento proposto de 668.862,92 euros, para projetos a implementar em Abrantes, Constância e Sardoal. Este foi o 5º aviso que a Associação promove no Ribatejo Interior, e o seu período de candidaturas teve início a 26 de novembro e terminou a 14 de janeiro de 2022.

Para uma dotação de 153.000,00 euros concorreram nove projetos, com um total de investimento proposto de 668.862,92 euros, que estão agora em análise, numa participação elogiada pela Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior, no âmbito da dinâmica do território.

A medida do PDR2020 – Programa de Desenvolvimento Rural destina-se às coletividades locais, associações, autarquias, juntas de freguesia (com exceção das freguesias consideradas não rurais, designadamente, a União de Freguesias de Abrantes e Alferrarede e a União de Freguesias de Rossio e São Miguel do Rio Torto) e pessoas singulares ou coletivas de direito privado.

Neste âmbito, candidataram-se 2 Municípios, 1 cooperativa, 1 organização sem fins lucrativos, 1 organização comunitária, 1 canónica, 2 grupos desportivos e 1 Junta de Freguesia, informou a Tagus, sem especificar os projetos e as entidades concorrentes.

A operação 10.2.1.6. Renovação de Aldeias, visa apoiar investimentos que contribuam para a recuperação, preservação e beneficiação do património local, paisagístico e ambiental, abrangendo também, obras de recuperação, sinalética de itinerários paisagísticos, ambientais e agroturísticos, elaboração e divulgação de material documental referente ao património intervencionado, incluindo, ações de sensibilização, produção e edição de publicações ou registos videográficos e fonográficos, e, ainda, aquisição de trajes, estudos de inventariação do património rural, bem como do “saber-fazer” dos artesãos, das artes tradicionais, da literatura oral e de levantamento de expressões culturais tradicionais.

Com este 5º aviso, surgiu também a oportunidade das coletividades se candidatarem visando a criação ou melhoria das suas infraestruturas, local onde toda a comunidade possa desenvolver atividades de carácter cultural, desportivo e de empreendedorismo social de base comunitária.

A operação 10.2.1.6 – Renovação de Aldeias, é uma medida do PDR2020, inserida no Portugal 2020, cofinanciada pelo FEADER – Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural.

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.