Alunos da escola secundária da Sertã reclamam por melhores condições. Foto: AES

A garantia foi dada pelo presidente da Câmara Municipal da Sertã durante a reunião do executivo desta segunda-feira, dia 9 de dezembro. Em resposta a uma questão levantada pelo vereador Carlos Miranda (PS), José Farinha Nunes (PSD) disse estar convencido de que “dentro de dias” podem ser retomadas as obras na Escola Secundária da vila, suspensas desde abril.

“Neste momento já está tomada a decisão que consiste em reforçar o sistema antissísmico”, concretizou o presidente da Câmara, acrescentando que àquela hora estava a decorrer uma reunião no Ministério da Educação para analisar os custos da obra. “Estão a apurar a quantia para depois executar”, garantiu o autarca.

Em protesto pela paragem das obras, os alunos do Agrupamento de Escolas da Sertã encerraram a escola a cadeado no dia 2 de dezembro. Depois disso, vários grupos parlamentares apresentaram perguntas ao Governo sobre o problema.

O vereador Carlos Miranda (PS) propôs que a Câmara informe a comunidade escolar sobre todos os passos que estão a ser dados para resolução do problema.

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.