Foto: DR

As chuvas destes últimos dias também têm deixado rasto no concelho da Sertã. Na vila, já são evidentes os caudais intensos da Ribeira da Sertã (Grande) e da Ribeira de Amioso, sendo que esta já galgou as margens ribeirinhas no dia de ontem, 9 março. Alguns deslizamentos de terra e pequenas anomalias foram também apontadas por Rogério Fernandes, vereador com o pelouro da Proteção Civil, como consequências, não se registando até ao momento situações de maior impacto.

Foto: Escola de Condução da Sertã

O vereador referiu ainda ao mediotejo.net que “estão duas equipas da Proteção Civil no terreno” atentas e “tem-se conseguido corresponder a todas as solicitações até ao momento”.

Rogério Fernandes mencionou ainda que o caso da Ribeira de Amioso é o mais notório, uma vez que “o espelho de água transbordou e alagou as margens”, e o parque de estacionamento de restaurante junto ao local, não tendo a autarquia conseguido ainda retirar as comportas como pretendia, e tendo este açude já sido ultrapassado com a força das águas. Mas espera o responsável pela Proteção Civil que tudo normalize.

Quanto aos deslizamentos de terras e pedras, têm acontecido junto a vias públicas, nomeadamente na EN238, mas segundo o vereador, todos os casos têm sido respondidos “praticamente de imediato” pelas equipas e entidades competentes.

Joana Rita Santos

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.