Algum do material apreendido. Foto: DR

Um homem de 52 anos foi identificado e constituído arguido, no dia 10 de janeiro pela GNR da Sertã, por furto numa serração de madeiras numa empresa do concelho.

Segundo o comunicado oficial, “na sequência de uma denúncia de furto ocorrido numa serração de madeiras, os militares da Guarda encetaram de imediato diligências de investigação para identificar o suspeito e recuperar os bens furtados”.

Após a identificação do suspeito foram efetuadas duas buscas, uma domiciliária e outra num anexo, culminando na apreensão e recuperação de diverso material, como um veículo, cinco baterias, um extrator de volantes, uma bomba de lubrificação, um balde em plástico com diversas ferramentas e uma caixa com diversos tipos de cavilhas.

O suspeito foi constituído arguido, e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial da Sertã. A ação foi desencadeada pelo Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da Sertã.

Viatura apreendida. Foto: DR

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.