GD SEIÇA 0 (2) – GC Sines 0 (4)

Liga INATEL – FINAL NACIONAL – 10 julho 2022

Parque de Jogos 1° de Maio INATEL – Lisboa

Final nacional da Liga Inatel foi disputada no Parque de Jogos 1º de Maio, em Lisboa

Tarde quente no Parque de Jogos 1º Maio, em Lisboa, para a grande final nacional da Liga Inatel entre as equipas de Seiça, campeão do distrito de Santarém, e Sines (Beja) onde cerca de 500 adeptos acompanharam as suas equipas para o último jogo da época.

Apoio dos adeptos do Seiça foi uma constante ao longo da época

O Seiça, com dois títulos de campeão nacional no seu palmarés, três vezes campeão distrital de Santarém e ainda um título de campeão mundial na época 2016-2017, tinha pela frente uma equipa de Sines a disputar pela primeira vez uma final nacional mas que vinha de uma época fora de série em Beja, distrito onde participou, e sem qualquer derrota esta época, sendo de antever um jogo muito equilibrado.

O jogo começou com as equipas a tentarem encaixarem-se sem muitos riscos de parte a parte pois estava em jogo o título de campeão nacional da Liga Inatel e qualquer erro poderia ser fatal. Só aos 18 minutos de jogo a equipa de Seiça chegou perto da baliza do guardião de Sines e de bola parada.

Livre do lado esquerdo marcado para o segundo poste onde apareceu a cabecear Tommy mas para defesa fácil do guarda-redes Ricardo Cruz.

Remate do Seiça num dos poucos lances de ataque do primeiro tempo

Aos 39 minutos de jogo o lance mais perigoso da primeira parte cabe à equipa que viajou de Sines. Pedro Alves isola-se e já dentro da área remata forte para defesa apertada de Tomé.

Uma primeira parte muito equilibrada, sem muitos lances de perigo, numa tarde de muito calor. As cautelas de parte a parte explicam a ausência de golos no primeiro tempo.

Primeira parte muito equilibrada com as defesas a sobreporem-se aos ataques

Para a segunda metade a equipa de Seiça arriscou mais e aos oito minutos Julien foge pela direita do sei ataque e ainda fora da área remata forte e cruzado, com a bola a sair ligeiramente ao lado da baliza adversária.

Aos 12 minutos da segunda parte, registo para um bom momento de futebol por parte da equipa de Seiça. Gonçalo entra na área do Sines e remata rasteiro para defesa com os pés de Ricardo Cruz, que afastou o perigo.

Remate perigoso do Seiça mas sem resultados práticos

Aos 27 minutos a equipa de Sines fica reduzida a 10 elementos por amostragem do segundo cartão amarelo e consequente vermelho a Manuel Guerreiro.

O Seiça apertava nesta fase do desafio e aos 33 minutos de jogo Ângelo dispôs de uma grande oportunidade para colocar a sua equipa em vantagem. Numa entrada pelo lado direito, o capitão de equipa do Seiça rematou forte mas o guardião Ricardo Cruz, com uma boa exibição, defendeu e afastou o perigo.

Ângelo, capitão do Seiça, espreitou a sua oportunidade

Até ao apito final o Seiça tentou desfazer o nulo e chegou algumas vezes com perigo perto da baliza adversária mas esta mostrou-se concentrada e unida na defensiva terminando o encontro com um nulo no marcador.

Jogo terminou com um nulo no tempo regulamentar e a decisão passou pelas grandes penalidades

Sem direito a prolongamento, houve lugar à marcação de grandes penalidades para a decisão de atribuição do título de campeão da Liga de futebol do Inatel, tendo a vitória sorrido ao Sines, que assim se sagra pela primeira vez campeão nacional. Na marcação de grandes penalidades começou a equipa de Sines e assim foi a marcha do marcador: 1-0; 1-1; 2-1; 3-1;  3-2; 4-2.

Sines foi mais eficaz nos penaltis e conquistou o título de campeão nacional da Liga Inatel

Bom jogo de futebol apesar dos muitos cuidados de ambas as equipas em proteger a sua retaguarda e a não arriscarem em demasia nos ataques, o que retirou alguma emoção e espetacularidade a um desafio que se disputou sob um sol abrasador, mas com muita entrega de parte a parte. A sair um vencedor do tempo regulamentar, essencialmente pela superioridade e futebol apresentado na segunda parte, seria a equipa de Seiça, que viajou de Ourém. Mas o futebol é assim mesmo e o Seiça também já havia sido bafejado com a vitória nos penáltis por duas vezes, antes de chegar à final nacional.

Campeão nacional decidido nos penaltis, na hora da derrota Tiago Reis conforta os seus jogadores

Mérito para o Sines, que conseguiu não sofrer golos e marcar mais penáltis, sendo, assim, um justo vencedor e levantar o título de campeão nacional pela primeira vez na sua história.

Sines é o novo campeão nacional da Liga Inatel

O Seiça realizou uma época notável, sagra-se vice-campeão nacional da Liga Inatel, e foi a equipa que mais se destacou na ética e fair-play desportivo, recebendo o devido reconhecimento pelo exemplo dado ao país com a sua postura em campo, ao longo da época, e, em particular, do jogo com o Cano (Évora), em que deixou a equipa adversária empatar o jogo, depois do Cano ter um jogador no chão à espera de ser assistido e do Seiça ter marcado um golo na sequência da jogada. Não recebeu o cartão branco na altura mas o reconhecimento pelo gesto correu o país desportivo e foi agora devidamente reconhecido.

Seiça recebeu o troféu de ética desportiva da Liga Inatel.

Muito aplaudida pelos seus adeptos, a equipa do Seiça sagra-se vice-campeã nacional do Inatel e é exemplo nacional na ética desportiva

A equipa de arbitragem geriu os acontecimentos e acabou por realizar um bom trabalho.

FICHA DE JOGO:

GD SEIÇA

Equipa do Seiça

Tomé, Ricardo Coelho, Paulo Évora, Tommy, Fabinho, Rodrigo, Ângelo, Danny, Paulo, Julien e Gonçalo.

Suplentes: Francisco, Renato, Pedro Lopes, Simão, Dudu, Rafael e José Francisco.

Treinador: Tiago Reis

GC SINES

Equipa do Sines

Ricardo Cruz, André Silva, Manuel Guerreiro, Ivo Prudêncio, Pedro Filipe, Filipe Ferreira, João Guedes, Rafael Gonçalves, Tiago Francisco, Pedro Alves e Rodrigo Duarte.

Suplentes: Nuno Silva, Gerson Estrela, Fábio Duarte, Ruancarlos, Michel Semedo e Aldenir Santos

Treinador: Hélder Martins

Equipa de arbitragem chefiada por Mário Santos

EQUIPA DE ARBITRAGEM: Mário Santos, Paulo Ventura e Américo Pereira.

DISCIPLINA:  Cartão amarelo: Manuel Guerreiro, Pedro Alves e Aldenir Santos.

Cartão vermelho: Manuel Guerreiro

No final ouvimos os treinadores:

Tiago Reis, treinador do Seiça

ÁUDIO | TIAGO REIS, TREINADOR DO SEIÇA:

Helder Martins, treinador do Sines

ÁUDIO | HELDER MARTINS, TREINADOR DO SINES:

Texto, fotos e multimédia: Luís Ribeiro

Fotogaleria: Luís Ribeiro e Zé Paulo Marques

Luis Ribeiro

Natural e residente em Tomar, tem como profissão Distribuidor, mas é com a fotografia que se identifica. É amante desta arte em geral, mas a sua verdadeira paixão é a Natureza e Vida Selvagem e os Retratos. É autor do livro de fotografia “Alma Nabantina” e fundador/administrador dos grupos do Facebook “Amigos da Fotografia de Tomar” e "Fauna de Tomar”. Colabora na área de fotografia na imprensa regional e local e já em 2018 foi júri convidado de dois concursos de fotografia. Neste ano conta também com duas exposições de fotografia coletivas, preparando atualmente a terceira.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.