O projeto Escola Virtual chegou ao Sardoal, de forma gratuita, a um universo de 130 alunos. A iniciativa de aderir ao projeto partiu do município, permitindo o acesso a esta plataforma a todos os alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico.

Trata-se de uma ferramenta interativa online, que coloca à disposição da comunidade educativa formas de estudo e acompanhamento mais dinâmico e atrativo, e que tem a particularidade de disponibilizar, para cada disciplina, aulas interativas, testes e exercícios. Os alunos podem aceder a esta plataforma a partir de qualquer computador, tanto em ambiente familiar, como na comunidade escolar, através de uma senha de acesso disponibilizada pela Câmara Municipal.

Com a adesão a este projeto, o município, o único do Médio Tejo a possibilitá-lo de uma forma ilimitada a todos os alunos do 1.º Ciclo, pretende contribuir para a melhoria dos resultados escolares e das capacidades de utilização das tecnologias, preparando os alunos para os desafios da aprendizagem.

O projeto Escola Virtual foi lançado em 2005, pela Porto Editora, e conta com mais de 120 mil utilizadores do ensino básico ao secundário.

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.